ANO: 26 | Nº: 6578
03/04/2018 Fogo cruzado

Antenor Teixeira critica terceirizações

O vice-presidente da Câmara de Bagé, vereador Antenor Teixeira, do Progressistas, teceu críticas às terceirizações, ontem, durante discurso na tribuna. “Precisamos parar com a ideia da terceirização. Temos que valorizar os funcionários”, disse, diante de galerias ocupadas por representações sindicais dos municipários.
A manifestação do progressista tem um contexto pontual. A discussão sobre o reajuste do vale-alimentação e o piso dos servidores ganha espaço na pauta do Legislativo desde a semana passada. O líder do PT, Lélio Lopes (Lelinho), por exemplo, já havia questionado parlamentares da base sobre a apresentação da proposta que trata sobre o piso do magistério. O debate sobre a reposição salarial foi retomado, ontem, concentrando as atenções dos parlamentares. “Queremos, no mínimo, a reposição da inflação”, justificou Antenor.
O vereador também destacou que existe data-base para formalização dos reajustes, que, no caso do vale-alimentação, remonta ao mês de janeiro. Integrantes da base também abordaram a questão. Graziane Lara, do PTB, foi enfático ao salientar que não falta vontade, ao Executivo, para aumentar os salários. “Mas tem que ser feito dentro da realidade”, observou, se referindo às restrições econômicas do município.
Antes de afirmar que os cargos de confianças (CC’s) não interferem no reajuste dos servidores, Graziane chegou a afirmar, porém, que concordaria com a posição sobre uma eventual revisão sobre o quadro de CC’s. “Principalmente os do PT, que ficaram no nosso governo”, pontuou o petebista.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...