ANO: 25 | Nº: 6335
03/04/2018 Fogo cruzado

Vereadores articulam criação de centro para tratar transtorno do espectro autista

Foto: Divulgação

Lelinho recolheu assinaturas dos parlamentares
Lelinho recolheu assinaturas dos parlamentares

Parlamentares de todas as bancadas assinaram um requerimento apresentado pelo líder do PT no Legislativo bajeense, vereador Lélio Lopes (Lelinho), solicitando, ao Executivo, a elaboração de um estudo para avaliar a possibilidade de implantação, no município, de um centro de referência especializado para tratar do transtorno do espectro autista. O requerimento foi protocolado, ontem, durante sessão especial, em alusão ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo.
O documento assinado pelos vereadores destaca que, além do atendimento personalizado, o centro permitirá intervenções na comunidade que ajudarão pacientes a enfrentar a dificuldade de socialização, um sintoma evidente do autismo. “A intenção em um ambiente único de atendimento tem importância e consequências práticas. Sempre cobrados na educação, por exemplo, os laudos médicos atualizados poderiam ser realizados e expedidos de forma ágil”, pontua a solicitação.
A proposta de instalação do centro prevê sistemas de acolhimento, tratamento ambulatorial, funcionando como hospital-dia, leitos para internação, além de oferecer oficinas para reabilitação e cursos profissionalizantes para os que atingirem determinado grau de autonomia. A indicação segue para o governo. Ela não tem efeito de lei, servindo como uma espécie de sugestão para o Executivo.


Apelo pela fiscalização

O autismo é pauta recorrente no Legislativo. No ano passado, a Câmara aprovou uma lei que obriga estabelecimentos públicos e privados a inserirem, em suas dependências, placas de atendimento prioritário com o símbolo mundial da conscientização do transtorno do espectro autista. Durante a sessão especial de ontem, a fiscalização da medida foi cobrada aos vereadores.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...