ANO: 25 | Nº: 6312
05/04/2018 Cidade

Racionamento possibilitou redução média de 22% no consumo, diz Daeb

Foto: Deividi Leonel / Especial JM

Economia foi de cerca de 7,5 mil metros cúbicos de água por dia junto à Estação de Tratamento de Água
Economia foi de cerca de 7,5 mil metros cúbicos de água por dia junto à Estação de Tratamento de Água
Hoje, são completados dois meses desde a implantação do rodízio de abastecimento na Rainha da Fronteira. O Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb) avalia positivamente a medida, observando eficácia na manutenção da reserva de água da cidade.
Segundo relatório emitido pela equipe técnica da Estação de Tratamento de Água (ETA), o racionamento possibilitou uma redução média de 22% no consumo, obtendo uma economia de cerca de 7,5 mil metros cúbicos (m³) de água por dia.
Outra medida frente à estiagem foi a interligação das adutoras do Piraí e da Sanga Rasa. Conforme o parecer técnico, a obra permitiu que a barragem da Sanga Rasa fosse poupada significativamente. Hoje, a barragem do Piraí passou a ser responsável por 40% do abastecimento da cidade, a Emergencial por 36% e a Sanga Rasa por apenas 24%.  

Poços

A reativação dos poços artesianos também é outra importante ação. Os cinco poços que estavam parados e foram colocados em funcionamento desde fevereiro contribuem no abastecimento com cerca de 30 mil litros por hora. São eles: Malafaia I, Malafaia II, Floresta, Madezatti e Emergencial. Já estavam em atividade e ganharam manutenção os poços Tiarajú, São Domingos, Stand e Comandante Kraemer. 

Dados atuais

Mesmo com todas as medidas, os níveis das barragens seguem preocupantes. A barragem da Sanga Rasa está 6,90 metros abaixo do normal. A do Piraí 2,50 metros negativos e a Emergencial está 0,20 metros aquém da normalidade. Em abril, até o momento, choveu 4 milímetros.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...