ANO: 26 | Nº: 6540

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
06/04/2018 Caderno Ellas

Mulheres sem idade...

Foto: Reprodução JM

Elas têm cérebro, beleza e lições de vida de sobra. Algumas mulheres provam que a idade é uma questão de pouca importância no contexto geral. São uma inspiração para todas nós pela elegância e leveza que se relacionam com o tempo. E de tão elegantes e despreocupadas com a questão da idade, fica difícil adivinhar se têm 30, 50 ou 70...

Às vezes, parece que não, mas a moda é democrática e joga a nosso favor se soubermos usar bem e tirar proveito dela, inclusive quando falamos em disfarçar as marcas da idade. Isto não significa ter que esconder o corpo inteiro ou só usar roupas básicas. Para avançar os anos com estilo, a melhor aposta é investir nos clássicos, como camisas, saias lápis e peças de alfaiataria. O clássico não precisa ser “chato” – aliados às tendências em estampas e modelagens diferenciadas, um simples blazer pode transformar um look básico em algo supermoderno.

Uma aparência mais jovem geralmente vem acompanhada de roupas mais ousadas, ajustadas e que revelam as formas. E agora? Existem restrições para escolha do look com o passar dos anos? Um corpo em forma permite ousadias como pernas de fora? O estilo de uma pessoa não precisa mudar simplesmente porque os anos estão passando, mas é preciso adequá-lo à nova realidade. O fato de uma mulher ter um supercorpo, mesmo tendo mais idade, não significa que seja legal ela usar o que usava quando era mais jovem, aí a roupa, que é para ser uma aliada, vira uma arma.

Por isso, reunimos dicas para ajudar nesta transição e passar os anos como se na verdade nem houvessem chegado... Mulher que se produz adequadamente não tem idade!!!

 

Dicas

* Saber dosar modernidade com o clássico é elegante. Na dúvida, é melhor esportiva do que sofisticada. Jeans, camisa e sapato baixo, não tem como errar.

* Calças ou blusas de lycra não favorecem o corpo de nenhuma mulher. O tecido está liberado apenas se tiver na composição da roupa. A melhor combinação é uma calça skinny (justa) e casaco mais solto, que dá equilíbrio, ou vice-versa.

* Substitua as camisas estampadas por lisas, em tecido de primeira linha, que favorecem mais e têm mais chance de uso. Estampas de animal e xadrez devem ser discretas. As estampas clássicas sempre são bem-vindas, tudo sem exageros.

* Nada pode ser levado ao extremo. O ideal é fazer uma combinação dos dois. Moderno com clássico. Camisa moderna e calça clássica. Moderno demais não combina. Clássico demais envelhece.

* Maquiagem em excesso, principalmente nos olhos: a maquiagem marca mais as linhas de expressão. Opte por algo mais leve.

* Bijuterias baratas: se não puder usar complementos de qualidade, elimine-os.

* Decotes e cavas mostrando o que não deveria: decotes laterais ou mangas curtas exibem o braço, que fica flácido com a idade. Substituir por transparências mais veladas.

* Excesso de produção: A ideia atual de elegância não é mais combinar tudo, cinto, bolsa, sapato. Menos é mais.

* Estamparia é uma “faca de dois gumes”, se possível evite, troque por texturas...

* Na hora de escolher a roupa, faça questão de tecidos melhores, eles não envelhecem com o tempo.  

* Finalmente: não existem looks velhos e sim adequados ou inadequados, de acordo com o estilo de cada mulher, além da situação e do tipo físico.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...