ANO: 26 | Nº: 6527
13/04/2018 Esportes

Badico vai comandar alvirrubro na Segunda Divisão

Foto: Rosane Coutinho

Badico pretende fazer uma avaliação no time, para decidir quem permanece e os reforços necessários
Badico pretende fazer uma avaliação no time, para decidir quem permanece e os reforços necessários

Menos de 24 horas após a demissão do técnico Totonho Padilha, o Guarany anunciou o nome do novo treinador: Rinaldo Lopes Costa, conhecido como Badico. Com experiência no futebol – como jogador e treinador, Badico se apresentou na tarde de ontem, no Estádio Antônio Magalhães Rossel (Estrela D´Alva). Os trabalhos com o time iniciaram ainda durante a tarde. A decisão, conforme o presidente do clube, Pedro Martins Trindade (Sabela), foi tomada em uma reunião, junto a outros integrantes da diretoria.
Com um discurso enfático sobre a exigência aos atletas, o novo técnico disse que os jogadores deverão ter “qualidade, hombridade e comprometimento para vestir a camiseta do Guarany”. O clube estreia na Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho no dia 29 de abril, contra o Real, fora de casa. Nos próximos 15 dias de trabalho, Badico afirma que fará uma reestruturação e reformulação na equipe. O profissional ressalta, ainda, que, até a segunda-feira, vai finalizar uma avaliação, com o objetivo de saber quais peças permanecem no grupo e o tipo de reforço necessário.
Badico comentou que vai buscar um time comprometido, com garra e determinação em todos os jogos. Ele também pretende fazer de dois a três amistosos “fortes” antes da estreia. Sobre o trabalho no clube, ele disse que sempre desejou estar à frente do Guarany, “pela história do time, além de seu bom relacionamento com os diretores”. “Este é um momento muito importante na minha vida no esporte”, declarou.

Cléo Coelho também assumiu, oficialmente, o cargo de diretor de futebol. Ele disse estar feliz em retornar ao clube pela porta da frente. “Vamos trabalhar para formar um time competitivo”, garantiu. Outra novidade é o diretor executivo Ricardo Morais, que é presidente do Mascarenhas e treinador do Gente Bem.


Sabella conta que o preparador físico já foi contratado – Sílvio Rogério da Silva – que atuou no segundo semestre do ano passado no alvirrubro. Ele deve chegar ao clube para trabalhar hoje.


Demissão

Até a tarde de quarta-feira, o treinador Totonho Padilha estava à frente do alvirrubro. Ele assumiu o cargo no dia 26 de fevereiro. A comissão técnica também deixou o clube: Roberto Padilha – filho de Totonho, Marcelão e Mateus Barbieri, auxiliar de Roberto.
Totonho afirmou que a justificativa do presidente foi a “falta de comando” do time, em função de um desentendimento entre dois jogadores. Entretanto, o ex-treinador relata que já sabia da intenção da direção em colocar outra pessoa em seu lugar. O técnico afirmou que o clube estava esperando apenas uma “desculpa” para tirá-lo da equipe.
O profissional ressalta que “sabe ter feito um bom trabalho” e, mesmo antes da estreia na Terceirona, tinha resultados positivos, ganhando três amistosos. Ele conta que ainda não foi pago pelo tempo de trabalho no alvirrubro e tinha um contrato com o clube até o dia 31 de dezembro.
Sobre a demissão, Sabella declarou que, como gestor do Guarany, cabe a ele as decisões referentes ao clube. Ele falou do desentendimento entre os atletas e ressaltou que já havia solicitado ao técnico para que resolvesse o problema. O presidente disse que será feito um acordo com Padilha e que o salário estava com um dia de atraso, já que a data para o pagamento é dia 10.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...