ANO: 24 | Nº: 6063
14/04/2018 Cidade

Coordenadoria garante retomada do transporte escolar em assentamentos de Candiota

Foto: Jaqueline Muza/ Especial JM

Itinerários foram definidos pela 13ª CRE no início do ano
Itinerários foram definidos pela 13ª CRE no início do ano

Sem aula desde o início do ano letivo, cerca de 300 estudantes de dois assentamentos de Candiota, aguardam definição sobre o transporte escolar. No final do ano passado, o município rompeu o convênio com o Estado, que garantia a condução dos alunos. O titular da 13ª Coordenadoria Regional de Educação (13ª CRE), José Carlos Nobre, afirma que após vencer os trâmites burocráticos de licitação, uma empresa foi contratada para realizar o deslocamento dos estudantes matriculados na escola Vinte de Agosto. Nesta instituição de ensino, são cerca de 60 estudantes afetados.
Nobre explica que o transporte dos estudantes foi dividido em duas linhas, já que se tratam de assentamentos diferentes, portanto, originou dois processos licitatórios, conforme exigido pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS). O processo licitatório referente ao transporte dos alunos da escola Vinte de Agosto foi menos burocrático e moroso. A ordem de início de serviço já foi publicada. “A partir da publicação, a empresa pode iniciar as atividades após 48 horas. Acredito que inicie na próxima semana o transporte desse assentamento”, afirma.
Já para o assentamento Oito de Agosto, o processo licitatório está em fase de análise jurídica adiantada e deve ser resolvida nas próximas semanas. “Neste caso, nem todos os estudantes estão sem aula porque algumas famílias estão levando os estudantes por conta própria. Mas acredito que a situação será normalizada em breve”, garante Nobre.
Mesmo com o atraso de mais de um mês de aulas, o coordenador afirma que não haverá prejuízo para os estudantes. Isso porque as aulas serão recuperadas durante o recesso de julho. No final do ano, o período letivo deve ser estendido por mais algumas semanas. “Não haverá prejuízo para esses alunos porque as aulas serão recuperadas. Garantimos que ainda em abril, 100% das atividades serão normalizadas”, afirma.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...