ANO: 25 | Nº: 6335
14/04/2018 Cidade

Procedimento busca retirar resíduos de manganês da rede de distribuição de água

Foto: Divulgação

Trabalho de
Trabalho de "expurgo" atendeu solicitação de moradores do bairro Damé

Um procedimento desenvolvido pelo Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), nesta semana, buscou resolver uma situação que vinha gerando reclamações dos contribuintes: a coloração escura do hídrico distribuído em alguns pontos da cidade. 
Conforme a assessoria de impresa da autarquia, um serviço de "expurgo" na rede fora efetuado na quinta-feira, junto à rede anexa à avenida Attila Taborda, responsável pelo atendimento dos moradores da Vila Damé. O procedimento, que motivou na interrupção do abastecimento, culminou no conserto de parte da tubulação e, ao final, utilizou pressão para carregar os resíduos de manganês - responsável pela mudança da coloração - presente para fora do sistema.
Segundo o Daeb, o expurgo é um mecanismo que separa a água potável do manganês. De acordo com o setor de atendimento à imprensa, os técnicos da Estação de Tratamento de Água (ETA) foram até as residências na Vila Damé para fazer coletas da água para análise laboratorial. Nesse momento, segundo informado, o hídrico já estava incolor. Mesmo assim, uma etapa de análise teve início e o resultado será informado aos reclamantes.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...