ANO: 24 | Nº: 5986
16/04/2018 Editorial

Uma semana decisiva

O futuro da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), com sede em Candiota, começa a ser definido amanhã, em uma audiência pública, em Brasília. A agenda foi articulada pela comissão especial que analisa o projeto de privatização da Eletrobras. Não se pode esperar que o presidente das Centrais Elétricas Brasileiras S.A, Wilson Ferreira Jr., convidado pelo colegiado, conteste a proposta do governo federal. Ocorre que os eletricitários também terão espaço na discussão. Falta, porém, uma participação mais efetiva da região neste debate. Em uma semana decisiva, que marca o início das discussões, a presença seria estratégica, principalmente por que o Rio Grande do Sul não deve sediar audiências.
A privatização da Eletrobras é uma das principais pautas do governo federal na Câmara dos Deputados. Na semana passada, inclusive, em seu primeiro pronunciamento oficial como ministro de Minas e Energia, Moreira Franco foi enfático. Ao destacar a importância do assunto, ele disse acreditar “que o Congresso Nacional haverá de entender a necessidade de capitalizar a Eletrobras, pois a empresa não capitalizada é um atraso, uma manifestação de problemas que se aprofundarão no futuro, de negligência com o brasileiro”. A leitura em relação ao clima político, entretanto, não está tão afinada com a realidade. A resistência à proposta, aliás, já reflete no próprio planejamento da pasta.
Quando anunciou a desestatização, em janeiro, o governo projetava arrecadar R$ 12,2 bilhões com a venda de ações. O modelo proposto prevê a venda de parte do capital. Através desse sistema, a União mantém parte das ações, mas deixa de ser o acionista majoritário. Com pouco tempo para aprovar a matéria, o Planalto preferiu retirar do orçamento a previsão de arrecadação. O Ministério do Planejamento já declarou que a medida é preventiva. E a mensagem é clara. De fato, não se pode contar vitória antes do jogo. Em um terreno de incertezas, porém, a máxima também deveria servir de alerta para as representações da Campanha gaúcha.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...