ANO: 25 | Nº: 6382
18/04/2018 Cidade

Posto Sá Monamny é reinaugurado e deve iniciar atendimentos na segunda-feira

Foto: Rodrigo Sarasol

Prefeito frisou que, além de modernizar estrutura, transferência da Samu até o local gerará economia
Prefeito frisou que, além de modernizar estrutura, transferência da Samu até o local gerará economia

Mais de um ano após o fechamento para reformas, o posto Sá Monmany foi reinaugurado na manhã de ontem. Com atividades suspensas desde o início de 2017, quando Divaldo Lara assumiu o Executivo, o posto foi reaberto com uma estrutura reformulada e com novas especialidades oferecidas, tornando-o o quinto Centro de Referência em Saúde de Bagé.

A obra iniciou em novembro do ano passado e recebeu um investimento total de R$ 473,9 mil, recursos próprios do município. O novo prédio conta com 203 metros quadrados, destinados à Estratégia e Saúde da Família (ESF). Com ampliação do espaço físico, com quase o dobro do tamanho de antes, conta com garagem com espaço para abrigar cinco ambulâncias e rampa de acesso. A ESF contará, ainda, com atendimento clínico geral, cardiologista, obstetra, pediatra, dentista e fisioterapia, além do raio-X ontológico, farmácia, eletrocardiograma e desfibrilador.

O secretário de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, Mário Mena Kalil, informa que a equipe do posto passa por treinamento, hoje e amanhã. Na sexta-feira, serão realizados os agendamentos para a população e o atendimento, na nova estrutura, está programado para iniciar na segunda-feira, dia 23.

Kalil destaca a ampliação dos serviços, que agora contam com atendimento clínico geral, além de serviços de cardiologia, geriatria-obstetra, pediatria, fisioterapia e odontologia com raio-X odontológico. Outra mudança ressaltada pelo secretário é que ennquanto antes o posto realizava cerca de 400 atendimentos por mês, a promessa, agora, é de que, a partir do funcionamento da unidade, serão realizadas duas mil consultas no mesmo período.

Já o prefeito, Divaldo Lara, vê que a reinauguração do posto é um momento histórico para a saúde de Bagé, não apenas pela reativação dos serviços que já eram prestados, mas pela ampliação dos atendimentos. “Também vamos deixar de pagar aluguel de R$ 8 mil pela estrutura que abriga o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Essa nova estrutura vai se pagar e o valor vai ser revertido para a população”, argumenta ele.

O espaço que abrigará a Samu deve ser finalizado em até três meses, com área de 185 m², destinados à instalação do serviço. No momento, a instalação hidráulica está em andamento junto ao prédio.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...