ANO: 24 | Nº: 6110
20/04/2018 Cidade

Empresa vai realizar obra emergencial na Escola Jerônimo Mércio da Silveira

Foto: Divulgação

Instituição completa 56 anos em 2018
Instituição completa 56 anos em 2018

O governo do Rio Grande do Sul publicou, ontem, a dispensa de licitação para contratação da empresa responsável pela reforma emergencial na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Jerônimo Mércio da Silveira, localizada na Vila Residencial, em Candiota. A empreiteira Projeta Construções LTDA-ME foi escolhida para realizar o trabalho.
Segundo o vereador do município, Fabrício Moraes, do MDB, que foi um dos articuladores da iniciativa, a empresa deve receber a ordem de início na próxima semana, pelas mãos do secretário Estadual de Obras, Saneamento e Habitação, Sandro Figueiredo de Oliveira. A escola deve receber do Estado um total de R$ 224.481,58.
Conforme o coordenador regional de obras públicas, César Vasconcellos, a reforma deve contemplar as demandas de urgência, que poderão gerar riscos à comunidade escolar se não forem resolvidas rapidamente. O coordenador destaca a reestruturação da rede elétrica e adequações na cobertura do prédio como atividades que serão realizadas.
Vasconcellos também salienta que a dispensa conta com as mesmas etapas de outros processos licitatórios, sendo um modelo realizado quando as obras são caracterizadas como emergenciais. “É uma alternativa mais rápida para viabilizar o início das atividades”, informa.
A diretora da escola, Dinorah Amaral Matte, afirma que a rede elétrica e na rede de esgoto do prédio são as prioridades para a comunidade escolar, sendo que ambas estão obsoletas e já se encontram com problemas há alguns anos. O reparo no telhado, segundo a diretora, também será necessário, considerando que aulas já necessitaram ser transferidas de salas devido às goteiras.
A escola Jerônimo Mércio da Silveira completa 56 anos em 2018. No ano passado, a instituição, que atende cerca de 400 alunos, foi confirmada como uma das que será contemplada pelo convênio firmado entre a Secretaria Estadual de Educação e o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). A instituição deve receber R$ 100 mil para investie na revitalização e acessibilidade do prédio.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...