ANO: 25 | Nº: 6208
21/04/2018 Fogo cruzado

Assembleia Legislativa pode reconhecer relevância cultural da Oktoberfest de Hulha Negra

Foto: Joanes Araújo

Festa reúne grande público no Clube Concórdia, na Trigolândia
Festa reúne grande público no Clube Concórdia, na Trigolândia

O parlamento gaúcho avalia uma proposta que reconhece como de relevante interesse cultural do Estado, “as manifestações culturais de origem alemã”. O projeto de lei, apresentado pelo deputado João Fischer, do PP, contempla a Oktoberfest de Hulha Negra, realizada tradicionalmente no Clube Concórdia, na Trigolândia.
A proposição, que ainda será apreciada pelas comissões técnicas da Assembleia Legislativa, tem uma função prática, permitindo aos organizadores do evento requerer, por exemplo, acesso aos programas de incentivo cultural em níveis estadual e federal.
O Canto Moleque da Canção Nativa, de Candiota, a Semana Crioula Internacional e a Galponeira, ambas de Bagé, já dispõem do reconhecimento de relevância cultural, viabilizados por leis aprovadas pelos deputados estaduais entre 2014 e 2017.
Na justificativa apresentada aos parlamentares, Fisher destaca que a imigração alemã no Sul do Brasil começou no Império, em 1824, quando os primeiros grupos de imigrantes da Alemanha vieram se fixar no Estado.
Ao explicar que a intenção é "enaltecer a cultura do povo que deixou forte legado cultural para nosso Estado", o deputado argumenta que "foi no Rio Grande do Sul que começou a vida social e comunitária dos imigrantes alemães, com a fundação de associações, clubes e sociedades de uma abrangente variedade".

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...