ANO: 25 | Nº: 6381
24/04/2018 Cidade

Republicada licitação da coleta de lixo

Foto: Tiago Rolim de Moura

Licitação prevê colocação de 360 contêineres
Licitação prevê colocação de 360 contêineres

A Prefeitura de Bagé relançou, ontem, o edital para uma nova licitação que visa contratar a empresa para assumir os serviços de coleta dos resíduos sólidos do município. Os interessados devem entregar suas propostas até o dia 27 de maio, às 9h30min. O documento pode ser acessado pelo site www.bage.rs.gov.br.

Esta é a terceira tentativa de licitação para a escolha da responsável pelo serviço, aberta pelo Executivo. O processo anterior mais recente foi suspenso, atendendo solicitação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa (Semapa), para verificação de itens do projeto básico.

Entre as mudanças, o secretário responsável pela pasta, Aroldo Quintana, ressalta que, a pedido de empresas que mostraram interesse na outra licitação, o novo edital permitirá que os concorrentes apresentem alvarás expedidos por outros órgãos, além da Fundação Estadual de Proteção Ambiental do Rio Grande do Sul (Fepam/RS). “Esta medida possibilitará que mais empresas participem da licitação, o que permite maior competitividade e melhorar a relação de preços”, afirma.

No último processo, cinco empresas manifestaram interesse em participar da concorrência, sendo uma de São Paulo, uma do Rio de Janeiro, uma do Paraná e duas do Rio Grande do Sul. O secretário destaca que as alterações também possibilitarão maior transparência no processo e clareza nas regras. “Foram alterações pequenas, mas necessárias. O edital estava 99%, agora nós temos certeza de que o processo vai estar completo para todas as exigências”, declara.

Enquanto o certame não for concluído, a atual responsável pelo serviço continuará atendendo a população até o fim do seu contrato vigente, que deve durar por aproximadamente 40 dias.

Primeiro edital

Em dezembro do ano passado, a pasta suspendeu duas licitações, lançadas entre setembro e outubro, para contratações individuais, relacionadas à coleta e ao transporte e destinação final do lixo.
À época, o Executivo informou que os dois certames necessitavam de alterações e melhorias nas explicações dos editais. A licitação para o transporte e destinação final do lixo foi alvo de uma recomendação do Ministério Público de Contas do Rio Grande do Sul (MPC-RS), para que a Prefeitura de Bagé especificasse quais itens do contrato que poderiam ser terceirizados.

Serviço

Em função de um contrato emergencial, válido até o dia 5 de junho, o cronograma de coleta não sofre qualquer alteração, segundo informado pelo governo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...