ANO: 25 | Nº: 6381
24/04/2018 Cidade

Vacinação contra a gripe inicia com grande procura em Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Meta é atingir 90% do público-alvo
Meta é atingir 90% do público-alvo

O movimento foi intenso, ontem, em Bagé, no primeiro dia da 20ª edição da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. No posto Camilo Gomes, referência em imunizações no município, até as 11h, mais de 170 pessoas já haviam sido imunizadas.
A coordenadora do setor de imunizações do município, Tatiana Miranda, explica que a intenção do município é atingir 90% de cobertura vacinal. Para isso, conta com 22 equipes de Estratégia e Saúde da Família (ESF) e duas unidades móveis que atendem a área rural. O principal posto referência estendeu o horário para atender a demanda, funcionando das 8h às 22h, sem fechar ao meio-dia.
Novidade neste ano, o atendimento no posto Camilo Gomes dividiu em duas salas as vacinações. Em uma, apenas idosos são atendidos. “Imunizar é prevenir. É importante que a população realize a vacinação para evitar complicações (pacientes com comorbidades) e hospitalizações em decorrência da gripe. Em 2017, registramos um óbito por H3N2”, destaca Tatiana.
A advogada Olga Coronel aguardava na fila dos idosos para receber a imunização. Ela conta que é assídua nas imunizações contra a gripe, que, nos últimos anos, a protegeram de qualquer coisa maior que um resfriado. “Acho essa vacina maravilhosa. Venho todos os anos tomar a vacina. E esse ano está melhor porque dividiram o atendimento e ficou mais ágil”, destaca.
No sábado, 28, uma equipe estará realizando vacinação na Praça Silveira Martins (praça do Coreto), das 8h às 17h. A campanha de imunização se estende até o final de maio. O grupo prioritário da campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a quatro anos 11 meses e 29 dias, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, sistema prisional e professores, todos com devida identificação.
Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis (doenças respiratórias, cardíacas, renal, hepática, neurológica, diabetes, obesidade, transplantados, trissomias e pessoas imunocomprometidas) e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...