ANO: 24 | Nº: 5959
27/04/2018 Universo Pet

Os pets como companheiros para atividades físicas

Foto: Divulgação

A prática de atividades físicas é necessária tanto para os seres humanos quanto para os pets. Dependendo do espaço onde moram, especialmente os cães, vão precisar da ajuda dos tutores para caminhadas, corridas ou brincadeiras. A necessidade de passear pode servir, inclusive, como estímulo para que o tutor comece a se exercitar. Entretanto, é preciso ter cuidado aos limites do seu pet na hora dos exercícios físicos.
A veterinária Natascha Davids Moreira Abascal, da pet Tipo Bicho, alerta que o primeiro cuidado deve ser em relação ao horário do passeio. Os horários mais quentes devem ser evitados para o bem-estar do animal. “O ideal é à tardinha e pela manhã”, destaca.
Outra dica importante é levar sempre um recipiente para oferecer água ao animal durante a atividade física. O ideal é não oferecer comida antes de sair para caminhar ou correr. “É como a gente, é ruim fazer um exercício com a barriga cheia”, comenta. No retorno da atividade, o tutor deve oferecer água fresca novamente, alimentação e deixar que o pet descanse.
Natascha também alerta que nem todas as raças podem fazer longas caminhadas ou exercícios intensos. Pugs ou yorkshires são alguns dos que não podem ser levados para corridas com os tutores, diferente de labradores e cachorros das raças border collie e boxer, por exemplo.
A veterinária também ressalta que, antes das atividades, é preciso certificar-se que o animal não possui problemas cardiorrespiratórios. “Uma caminhada mais pesada ou corrida vai exigir muito e a frequência cardíaca aumenta bastante”, alerta Natascha.
Para os pets acima do peso, os tutores também precisam ter cuidado. O ideal é que o pet realize pequenas caminhadas diárias para emagrecer e aumente o ritmo ao longo do tempo.
Vale a pena ressaltar que não há uma regra geral, tanto os mais jovens, como os idosos, os sedentários ou os obesos, têm um tempo e a capacidade para os exercícios diferentes. Cada situação deve ser analisada pelos tutores e, para iniciar as atividades, é recomendado procurar um veterinário para analisar a saúde do amigo de quatro patas.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...