ANO: 26 | Nº: 6524
03/05/2018 Campo e Negócios

Campanha contra febre aftosa deve vacinar 279 mil animais em Bagé

Foto: Divulgação

Inspetoria Veterinária acompanha aplicação em locais considerados de risco
Inspetoria Veterinária acompanha aplicação em locais considerados de risco

A primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa, no Rio Grande do Sul, teve início na terça-feira. Em Bagé, segundo dados da Inspetoria Veterinária, um rebanho com cerca de 279 mil bovinos e bubalinos deve receber a aplicação da dose.

Segundo a fiscal estadual agropecuária e médica veterinária, Aline Castagnino Molina, do total estimado, cerca de seis mil animais foram vacinados até ontem. “Os proprietários devem comparecer nas agropecuárias, adquirir as doses e efetuar a aplicação. A Inspetoria acompanha o procedimento em alguns locais, considerados de risco”, detalhou ela.

Aline lembra que, após a vacinação, os produtores têm que comprovar, até o dia 7 de junho, a imunização do rebanho na Inspetoria Veterinária de seu município, apresentando a nota fiscal da compra e declarando o rebanho vacinado, por categoria e sexo. "Este é o prazo, também, para a declaração anual obrigatória”, frisou.

Além do prazo de vacinação, os produtores devem ficar atentos a outras instruções, como o prazo para aplicação do produto após a compra, que é de cinco dias; da emissão da GTA (Guia de Trânsito Animal) para movimentação dos animais, cujos prazos são de 15 dias para animais vacinados, sete dias para aqueles que já têm duas vacinações, e a qualquer momento após a terceira. Os exemplares destinados a abate imediato, durante as etapas oficiais, ficam dispensados da obrigatoriedade da vacinação contra a febre aftosa, bem como de comprovação para emissão da GTA. 

O Rio Grande do Sul é considerado zona livre de febre aftosa. O último caso registrado da doença no Estado foi em 2001. Em maio de 2017, a cobertura foi de 98,93% e, em novembro, de 97,48%. Neste ano, um rebanho estimado em 13.736 milhões de cabeças deve ser imunizado no RS.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...