ANO: 25 | Nº: 6381
03/05/2018 Cidade

Prefeitura recebe estruturas que abrigarão vendedores ambulantes junto ao Calçadão

Foto: Tiago Rolim de Moura

Tendas metálicas serão montadas temporariamente em área que atualmente serve como estacionamento para motocicletas de passeio
Tendas metálicas serão montadas temporariamente em área que atualmente serve como estacionamento para motocicletas de passeio

A instalação dos vendedores ambulantes que atuam no centro de Bagé, junto ao Calçadão, se aproxima de ser concretizada. As estruturas que servirão como abrigo para os vendedores e seus produtos já estão sob domínio do governo municipal, esperando pelas bases metálicas que as sustentarão, para serem montadas. A informação foi repassada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Bayard Paschoa Pereira, que destacou a qualidade e durabilidade dos produtos adquiridos, os quais possuem cobertura de policarbonato e fechamentos metálicos.

Quanto à construção das bases metálicas, Pereira explica que, após não obter obter respostas de nenhuma das 28 empresas convidadas para a licitação realizada em março, a prefeitura aceitou a proposta da Yergata, construtora responsável por fornecer as estruturas que servirão como “tendas”.

O secretário conta que a empresa se prontificou em realizar a atividade, a partir de um termo aditivo no contrato, que possibilita a realização do serviço com o acréscimo de 20% no valor previsto inicialmente. Pereira informa que essa medida é mais econômica para o município e permitirá que as estruturas sejam entregues com maior rapidez. A estimativa é que as bases sejam disponibilizadas em cerca de 20 dias. A instalação das estruturas ainda não tem data definida, pois pode ser alterada em virtude da previsão de chuvas.

No total, serão instaladas 36 unidades, formadas por bases com viga metálica têxtil, com dois metros de largura e 1,5 metro de profundidade, na avenida General Sampaio, junto ao Calçadão de Bagé. O secretário salienta que as unidades são uma medida temporária, que deve perdurar enquanto o município busca a autorização do Estado para a reforma no Centro de Integração Comercial (CIC) da avenida Marechal Floriano.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...