ANO: 25 | Nº: 6256
08/05/2018 Cidade

Projeto da Ouro Negro confirma participação no leilão de energia de agosto

Foto: Arquivo JM

Empreendimentos termoelétricos não tiveram investidores no último certame
Empreendimentos termoelétricos não tiveram investidores no último certame
A Usina Termelétrica (UTE) Ouro Negro, projetada para o município de Pedras Altas, com 600 megawatts (MW) de potência, irá participar do Leilão de Energia Nova A-6, agendado para ocorrer em 31 de agosto. A inciativa chegou a ser incluída no certame anterior, em dezembro de 2017, mas não houve investidores interessados. O edital com as diretrizes para o novo pleito foi publicado pelo Ministério de Minas e Energia na última sexta-feira e visa contratar novos projetos para 2024.

A confirmação da participação no certame veio através do presidente da Ouro Negro Energia, responsável pelo investimento da termelétrica a carvão, Sílvio Marques Dias Neto. Ele viajou para o Rio de Janeiro, ontem, para inscrever o projeto. O prazo para inscrição encerra hoje. A planta em Pedras Altas prevê duas etapas de 300 megawatts (MW) cada.

Licenciamento
A usina conta com licença prévia, emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), e outorga dos recursos hídricos, concedida pela Agência Nacional de Águas (Ana). O empreendimento, que deve consumir carvão de Candiota, foi cadastrado no leilão de energia realizado em dezembro do ano passado, quando nenhum projeto de térmica a carvão foi contratado no leilão de energia.
A UTE Ouro Negro contará com 80% da obra financiada pelo  Indico Financial Management & Services e 20% com capital próprio dos investidores. A estrutura de sócios está definida e em fase de conclusão da formalização. Entre os investidores, a empresa Power China Sepco1 e o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Ouro Negro, usina que deve consumir carvão produzido em Candiota.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...