ANO: 25 | Nº: 6278
12/05/2018 Cidade

Compreb ficará responsável por questões de tombamento em Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Preservação de prédios tombados ficará sob responsabilidade única do município
Preservação de prédios tombados ficará sob responsabilidade única do município

A responsabilidade pelas questões de tombamento, em Bagé, ficarão a cargo da administração municipal, através do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico de Bagé (Compreb). O procedimento foi definido durante agenda do prefeito Divaldo Lara na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio Grande do Sul (Iphae), em Porto Alegre.

Na oportunidade, o chefe do Executivo assinou um termo de cooperação técnica com o Iphae para que estas questões não necessitem mais passar pelo órgão estadual e fiquem sob responsabilidade única do município. “Era um grande problema para o nosso desenvolvimento tudo ter que passar pelo Iphae e não poder se mexer em nada sem a autorização do órgão”, lembrou Divaldo.

Na Rainha da Fronteira, o tombamento do poligonal foi realizado através do Iphae há nove anos. Os locais que estão dentro do inventário foram considerados de interesse de preservação por aspectos urbanísticos e mais de três mil imóveis foram tombados. “A maioria das propriedades não têm apelo histórico e causam prejuízo ao município e aos donos dos imóveis”, enfatizou o prefeito.

O prefeito ressaltou que está sendo montada uma equipe de engenheiros e arquitetos para corrigir a situação e recuperar o prejuízo causado. Os tombamentos não ocorreriam mais por área e sim por por cada imóvel, individualmente. Participaram das agendas, em Porto Alegre, o deputado estadual Luís Augusto Lara e o vereador Augusto Lara.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...