ANO: 24 | Nº: 6061
15/05/2018 Cidade

Vendas do Dia das Mães ficam abaixo do esperado

Foto: Tiago Rolim de Moura

Valor médio das compras foi de R$ 100 em Bagé
Valor médio das compras foi de R$ 100 em Bagé
Enquanto a estimativa de crescimento de consumo era de 10% a 15% para o Dia das Mães, a realidade apresentada pelos varejistas ao Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) apontou para dados abaixo do esperado.

O Dia das Mães é a data mais importante para o varejo, no primeiro semestre, e fica apenas atrás do Natal em volume de vendas e faturamento. Após anos consecutivos de queda e retração nas vendas do período, a expectativa era de que o comércio voltasse a comemorar. Os sinais de retomada da economia estimulavam o crescimento de compras. Entretanto, a expectativa não se refletiu em números na Rainha da Fronteira.

O presidente da entidade, Nerildo Garcia Lacerda, explica que foi realizado um levantamento, junto ao empresariado, indicando aumento de 7% nas vendas, em relação ao mesmo período de 2017. Entre os lojistas, 53% considerou o movimento bom e 23% ótimo. Já para 13% dos empresários da cidade, a movimentação não foi considerada satisfatória.

Além disso, o levantamento também indicou que o ticket médio de compras (valor total dividido pelo número de compras) foi de R$ 100. "As vendas ficaram abaixo do esperado. Alguns lojistas registraram aumento de 5% a 7% e outros afirmam que nem empatou com 2017", comenta.

Em um panorama nacional, o cenário foi mais positivo. De acordo com o indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o volume de vendas parceladas cresceu 2,86%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...