ANO: 24 | Nº: 6182
24/05/2018 Editorial

Causa e efeito

A mobilização protagonizada pelos caminhoneiros, em todo o País, passou a refletir, de maneira mais direta, desde ontem. Em seu terceiro dia de manifestação, o ato que, em grande parte, não é marcado por bloqueios de vias, mas por protestos às margens das estradas, causou um verdadeiro efeito cascata na economia do País.
Não se trata de julgar ser correto ou não o movimento da classe. Até porque é especificamente dirigido a questionar um assunto: o aumento elevado dos preços dos combustíveis. De fato, o ponto mencionado consiste numa triste realidade, no qual, desde o início do ano, o acumulado de subas beirou os 50% junto às refinarias, refletindo no consumidor final, nos postos de abastecimento.
Agora, perante a categoria, caberá aos governantes estabelecerem uma proposta que agrade e que, ao mesmo tempo, seja viável. E isso, por mais que a Petrobras tenha anunciado duas reduções seguidas, pouco se aproxima de ser uma baixa que permita a cobrança de valores próximos dos aplicados, diga-se de passagem, no mês passado.
As elevações dos últimos períodos foram severas, muito acima da inflação ou mesmo dos reajustes salariais instituídos no País. Neste momento, em que o protesto saiu do discurso e passou para a prática, será necessário, aparentemente, muito mais que alguns poucos centavos de baixa no preço do litro do diesel ou da gasolina para que os manifestos cessem.
É certo que quem conduz as políticas econômicas sabe disso. Também entende os efeitos que a atual mobilização pode causar, como a falta de produtos como o próprio combustível junto aos postos, ou mesmo serviços, como revela reportagem publicada nesta edição do MINUANO. O fato é que os caminhoneiros causaram mais efeito que qualquer mirabolante medida econômica apresentada até então. Talvez, aliás, eles poderão ser os personagens de algo que, efetivamente, resulte em alguma redução de gastos no bolso de todos os brasileiros.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Outras edições

Carregando...