ANO: 24 | Nº: 6011
26/05/2018 Editorial

Aos leitores

Devido às paralisações dos caminhoneiros realizadas, desde o dia 21 de maio, em todo o País, e com ênfase, também, no Rio Grande do Sul, uma série de serviços acabaram sendo suspensos por tempo indeterminado. A escassez de combustíveis, nos postos, como ficou evidente desde quarta-feira, foi apenas um primeiro efeito. Isto, porém, trouxe reflexos ainda mais graves.
Perante o atual cenário e ciente do entendimento de seus assinantes, anunciantes e simpatizantes, o Jornal MINUANO informa que, a partir da próxima segunda-feira, não terá condições de garantir a entrega de suas edições impressas. O primeiro motivo é, basicamente, a escassez de combustível, o que impede o transporte dos exemplares da gráfica responsável pela impressão, localizada em Porto Alegre, até Bagé, para posterior distribuição. A segunda justificativa se encontra na incerteza de liberação de trechos de algumas rodovias, atualmente bloqueados.
Por outro lado, o MINUANO reforça que manterá suas equipes em atuação, levando informação a todos os seus leitores, neste momento, através dos seus canais digitais. O site do jornal (www.jornalminuano.com.br) continuará publicando notícias, inclusive em tempo real, ao mesmo tempo em que a edição, diagramada, com reportagens e imagens, será disponibilizada, diária e gratuitamente, a todos que acessarem o portal.
Aos assinantes, o MINUANO adianta que o número de edições que, porventura, não sejam impressas e, posteriormente, entregues, será acrescido, automaticamente, no tempo da assinatura contratada.
Neste momento pelo qual passa o País, independente de opiniões, o MINUANO conta com a compreensão de seus colaboradores e se compromete a seguir, sempre, garantindo informação de qualidade, com ética e responsabilidade, assim como tem feito ao longo dos seus 24 anos de existência.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...