ANO: 24 | Nº: 6058

José Carlos Teixeira Giorgis

jgiorgis@terra.com.br
Desembargador aposentado e escritor
26/05/2018 José Carlos Teixeira Giorgis (Opinião)

Sírios e libaneses em Bagé

Há anos, publiquei texto sobre a imigração sírio-libanesa em Bagé, ancorado em preciosas informações do saudoso Dr. Michel Simão completadas pela memória de Luís Kalil. Com o inesquecível amigo e médico, havia combinado a elaboração de livro, tocando-me a pesquisa da imigração judaica, assunto que ainda desenvolvo, enquanto ele se encarregaria da comunidade árabe. Infelizmente sua morte suspendeu o projeto.
Klaus Becker foi um dos primeiros a investigar a presença dos “turcos” no Estado. Esse cognome desdenhoso, tal como “gringo” ou “alemão”, era endereçado aos imigrantes árabes, pois, na Segunda Guerra Mundial, a Síria e o Líbano pertenciam à Turquia, que liberava a documentação.
O historiador entrevistou Antônio Mansur e soube que, em 1890, aqui se estabeleceram Jacob Fenianos e, depois, José Nicolau Schehim; que a maioria viera do Líbano e da cidade de Homs, como Felipe Hállabe (1898), Miguel Nicolau e Jorge Nicolau (1900), Naeffe Mansur (1904), seu irmão Abraão (1913), e o próprio Antônio Mansur (1909). Becker observara, ainda, a forte posição econômica dos árabes e seus descendentes em Bagé.
Recentemente, conheci substanciosa obra acadêmica sobre a imigração sírio-libanesa, e onde consta cadastro de imigrantes árabes, existente no Fundo da Polícia Federal do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro. O registro de estrangeiros, como sabido, era feito naquele setor. E que transcrevo, observando, nome, data e local do nascimento, ano de chegada, profissão, familiares e endereços residencial ou comercial, registros feitos entre 1939 e 1949. Algumas referências estão incompletas.
1909 - Carim Fadel, n. 25.01.1887, Líbano, comércio. Ayub e Najme Fadel, rua Alberto Torres, casou-se em 1916, em Bagé.
1911 - Nasir Abdallah, n. 17.01.1894, Monte Líbano, comércio. A. Mousse e Farid Kalil Saad, rua General Neto, 42. Salomão David Iefete, n. 20.03.1894, Síria, Salomão David e Rafka José, comerciante, rua Sete de Setembro, 1079. Certidão de casamento de 1921, em Bagé. Salim Kalil, n. 10.1887, Líbano. Kalil Moussi e Hetum Kalil. Comerciante. General Neto, 56. Casado, 1942.
1913 – Rosala Jorge Mansur, n. 02.01.1891, Síria. Jorge e Maria Lutfe Mansur. Casado, comerciante. rua Sete de setembro, 778, e rua Gal. Sampaio 176. Certidão de estrangeiro em Bagé (1939).
1916 - Carim Sad Musi Ferres, n. 08.03.1897, sem referência ao local de nascimento, chegou em 1916, M.F. e Masa M. Sffer, comerciante, rua 24 de maio, 368. Casou na Vila José Otávio, 5º distrito de Bagé, em 1939.
1918 - Nagem Karam, n. 08.01.1893, Líbano. José e Nura Karam. Viúvo, mecânico. Rua Câncio Gomes, Porto Alegre. Certidão de casamento de filha, ocorrido em 08.01.1929 no 3º distrito de Bagé, em 1954.   
1923 - Hind Fayad, n. 13.06.1913, Líbano, chegou em 1923, modista, residente em Porto Alegre, mas com registro em Bagé (1939), passaporte do consulado brasileiro de Marselha e naturalizada em 10.03.1965.
1925 – Melinda Macul Melik, n. 03.08.1900, Síria. Antônio e Maza Melik. Rua Tupi Silveira, 1698. Casada, do lar (1961).
1924 - Mocaiber Azário, s/d. n., Líbano, viúva, Emílio e Amália Mocaiber, rua Marcílio Dias 719; Isaias Saadi, 07.04.1902, Síria. Antônio e Bárbara Saadi, rua Marechal Floriano 965 (1965).
1926 – Miguel Lutfe Mansur, n. 18.10.1906, Síria. Jorge e Maria Lutfe Mansur. Comerciante. Rua 3 de fevereiro, 302. Casado. Certidão de estrangeiro em Bagé, 1939.
1928 – Doumit Sakr Bon Habib, n. 04.01. 1904. Líbano. Sakr Bom Habib. Comerciante. Rua Salgado Filho, 798.
1935 – Moussa Abi Habib, Roumié, Líbano, Georges e Lina Abi Habib, Alfaiate, solteiro. Rua Hipólito Ribeiro, 74.
1936 - Felipe Kalil Kalil, n. 01.05.1919, Uruguai, comerciante. José Kalil e Badra Kalil. Rua Gen. Neto 26. Solteiro.
O pesquisador ainda refere outras famílias, moradoras em localidades diferentes quando de sua chegada, com possíveis parentes em Bagé, como Abdallah (POA), Abraão (POA), Calil (POA), Cheme (Rio Grande), Curi e Kury (POA, Pelotas), Elias(POA), Fayad (POA, Pelotas), Feres (POA), Gul ( POA), Issa (POA, Camaquã), Jorge (POA), Kalil (POA), Kanaan (POA), Karam (Pelotas, Rio Grande, POA), Messerlian (Lavras do Sul), Mansur e Mansour (POA), , Marum (Alegrete). Mattar (POA), Miguel (POA), Mussa (POA), Nader (Rio Grande), Nahum (POA), Neder (POA), Neheme e Neme (Rio Grande, POA), Nicolau (POA), Saad (POA, Rio Grande), Salomão (POA), Saliba (POA), Salles e Salis (Porto Alegre), Simão (Alegrete, POA), etc.

Fontes: Júlio César Bittencourt Francisco. Dos cedros aos pampas. Imigração Sírio-Libanesa no Rio Grande do Sul (1890-1949). Tese para a Escola de Humanidades, Doutorado. PUCRS, 2017. Klaus Becker. Sírios e outros imigrantes árabes. Enciclopédia Rio-grandense. 5º volume. Editora Regional. Canoas, 1958.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...