ANO: 25 | Nº: 6403
06/06/2018 Cidade

Obra do Samu deve durar mais 60 dias

Foto: Tiago Rolim de Moura

Serviço funcionará em prédio ao lado da ESF Sá Monmany
Serviço funcionará em prédio ao lado da ESF Sá Monmany
A obra que pretende instalar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao lado da Estratégia Saúde da Família (ESF) Eduardo Sá Monmany, no bairro Getúlio Vargas, deve demorar mais 60 dias para ser concluída. O prazo foi confirmado, ontem, pelo secretário municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, Mario Mena Kalil.
O titular da pasta explica que, assim como na obra do Sá Monmany, a estrutura em que o Samu será instalado estava em condições piores do que o esperado, o que ocasionou em mais trabalho para a empresa que está realizando as adaptações no prédio. “Enquanto a obra não estiver concluída, o Samu continuará atendendo a população normalmente. Nossa preocupação é entregar uma estrutura qualificada para prestar seus serviços à comunidade”, destaca.
Mena salienta que a nova instalação deve gerar uma economia de R$ 8 mil mensais para o município, visto que, atualmente, o Samu se encontra em espaço alugado, de aproximadamente 80 metros quadrados (m²), junto à Santa Casa de Caridade de Bagé. Além disso, o serviço contará com área de 185 m², o que representa a ampliação do seu espaço físico, em quase o dobro do tamanho de antes.
O secretário conta que a nova estrutura também possibilitará uma diminuição no tempo de espera da população pelo serviço, pois o prédio se encontrará em uma área mais central do município. A construção foi licitada junto à reforma do posto Sá Monmany, o qual foi reinaugurado no fim de abril deste ano. As obras iniciaram em novembro do ano passado e receberam um investimento total de R$ 473,9 mil.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...