ANO: 25 | Nº: 6403
08/06/2018 Esportes

Diretoria do Bagé Basquetebol Clube apresenta ações e objetivos

Uma reunião organizada pela diretoria do Bagé Basquetebol Clube (BBC), na noite de quarta-feira, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Bagé, apresentou os projetos, parcerias e os trabalhos realizados pelo grupo até agora, além de objetivos para os próximos anos. Os atletas de 2017 também receberam certificados pelas disputas do ano.
O presidente, Luciano Ribeiro Gomes, começou o encontro destacando a importância dos apoiadores e falando sobre o apoio das prefeituras de Candiota e Bagé. Ele comentou também sobre a ideia da formação de dois times femininos de basquete pelo BBC. Gomes lembrou da década de 1980, quando havia a Associação Desportiva Fat-Funba, que fomentava as atividades de vôlei e basquete na Rainha da Fronteira, mas acabou em 1991.
Ele lembra que os mesmos atletas que viveram esse tempo, retomaram atividades de basquete em 2015. “Queriam resgatar o que viveram na década de 80”, comentou o presidente. À época, 80 atletas formaram seis times e realizaram um campeonato. Depois disso, no ano seguinte, o BBC passou a ser reestruturado. “Queríamos trazer o que fez tão bem às nossas vidas”, comentou o presidente.
O vice-presidente, Paulo Thompson Flores, explicou que o grupo é uma organização da sociedade civil que busca o alto rendimento, mas com foco na área social. Ele ressaltou a importância no esporte na vida dos jovens e na formação de cidadãos.
Sobre as atividades realizadas até agora, ele destacou a viagem de treinamento do técnico Bruno Azambuja, na Sérvia, Lituânia e Croácia. Além disso, lembro que após 25 anos, Bagé passou a competir em um campeonato estadual novamente. O vice-presidente também destacou que o projeto tem abrangência regional – inclusive com um núcleo que atende 120 jovens em Candiota. Flores também relatou que foram conquistados 50 associados e a ideia é aumentar o número.
Somente em 2017, segundo ele, foram realizados 50 eventos, envolvendo 4500 pessoas, além de 411 treinamentos sociais e de alto rendimento. O vice presidente também comentou que, a categoria sub 17 participou da Copa da Federação Gaúcha de Basquete e a categoria sub 15 é a líder na disputa.
Ainda para o segundo semestre de 2018, está prevista a formação de uma categoria sub 12. Para 2019, deve ser formado uma categoria sub 21. Flores também planeja dobrar o número de atendimentos. Até 2020, o projeto deverá ser referência no Estado.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...