ANO: 25 | Nº: 6282
08/06/2018 Cidade

​Semanas Acadêmicas mobilizam três cursos da Urcamp

Foto: Chrystian Ribeiro/Ascom

Pedagogia encerrou programação com painel de narrativas inclusivas
Pedagogia encerrou programação com painel de narrativas inclusivas
O curso de Pedagogia da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) encerrou a sua programação num painel com narrativas inclusivas, onde professores e mães de alunos com paralisia cerebral e autismo debateram e relataram situações que irão auxiliar os futuros pedagogos no dia a dia da profissão.
Para a diretora do Centro de Ciências da Educação, Humanidades e Artes – CCEHA, professora Marlisa Fico, a agenda superou as expectativas. “A experiência profissional dos palestrantes trouxe muitos conhecimentos novos aos alunos, as oficinas muito instrutivas e com o número completo de participantes, estamos muito satisfeitos”, frisou.
A acadêmica Amanda Pereira Lopes, do primeiro semestre, reafirmou a avaliação. “Nos acrescentou muito as experiências relatadas, vai nos facilitar no diagnóstico quando estivermos vivenciando essas situações, uma junção entre teoria e prática muito positiva que nos trouxe benefícios para a pedagogia e para a vida”, revela.
A atividade contou com um momento artístico através da apresentação do músico Luciano Pavão.

Educação Física
A graduação de Educação Física também realizou uma semana voltada à inclusão. Os professores Alessandro Vasques Boer e Heleontino Caceres chamaram a atenção dos acadêmicos de diferentes semestres para falar sobre Jogos Adaptados para a terceira idade. Ambos os profissionais trabalham com esportes para idosos em Candiota. Eles ensinaram regras, estrutura de jogos, posições, formação e tipos de exercícios e alongamentos a serem trabalhados com a faixa etária acima dos 60 anos.
Um nicho de mercado bastante amplo e promissor para se trabalhar, segundo o coordenador do curso de Educação Física, professor Antônio Evanhoe Sobrinho. “A Semana Acadêmica é importante para os nossos alunos ouvirem e verem a prática de quem está na rede escolar. O desenvolvimento profissional tem que ir muito além do ambiente acadêmico, então o aprendizado proporciona isso”, explica.

História
Já o curso de História trouxe profissionais da área para contribuir na formação dos acadêmicos. O professor Ivan Pinheiro, que palestrou na primeira noite, abordou Arquitetura: conceito, educação e patrimônio. O historiador Gustavo Andrade destacou a importância da pesquisa na formação histórica e traçou maneiras e formas de estudar e de se produzir trabalhos científicos.
A coordenadora do curso da Urcamp, professora Clarisse Ismério, diz que esses encontros são uma oportunidade de enriquecimento mútuo do saber. “É um momento da troca com profissionais da área que trazem a reflexão dos desafios da pesquisa, do ensino e da profissão do historiador, conclui.
Ontem, a programação teve a palestra do historiador André Jobim, que abordou o tema “História Social do Trabalho em Bagé: desafios e perspectivas” e, hoje, o encerramento será com uma oficina de maquetes, com o acadêmico de História Lasie Wilkel da Silva Júnior.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...