ANO: 25 | Nº: 6357
09/06/2018 Cidade

Obra do anel rodoviário deve ser entregue até o final do mês

Foto: Tiago Rolim de Moura

Falta apenas a última camada asfáltica em 2,1 quilômetros
Falta apenas a última camada asfáltica em 2,1 quilômetros

A obra do anel rodoviário, prevista para ser concluída no final de agosto de 2017, deve ser finalizada e inaugurada até o final deste mês, prazo em expira a licença ambiental. O pavimento inicia na Vila Gaúcha, no cruzamento da rua do Acampamento com a rua Athos Aramis Budó, e se estende por 2,6 quilômetros. A empresa responsável pela execução da obra é a Construbrás. No trecho, está sendo aplicada pavimentação asfáltica com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), sinalização viária e construção de passeios públicos.

Conforme o engenheiro da Contrubrás, responsável pela obra, Selmo Gilvani Ebernardt, a previsão de conclusão era o dia 15 deste mês, mas, devido a greve dos caminhoneiros, houve o atraso na entrega de materiais. "Retomamos ontem (quinta-feira), a utilização da usina asfáltica para realizar a última camada do pavimento em 2,1 quilômetros", disse.

Ebernardt salientou que a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), encarregada da fiscalização para o governo do Estado e pagamento dos valores, deve quitar o pagamento de mais de dois milhões que estão em atraso, referentes a seis medições que já foram entregues. "Se esse saldo foi quitado, temos condições de finalizar mais rápido, visto que teremos saúde financeira para aumentar o número de funcionários", salienta.

De acordo dom o secretário de Gestão, Planejamento e Captação de Recursos, Eduardo Deibler, a empresa tem seis medições pendentes na Metroplan, mas o valor está depositado e deve ser liberado já na próxima semana. Ele ressalta que ainda não tem data certa para a inauguração, o que deve ser definido em breve.

Espera

Após mais de 30 anos de espera, a construção do anel rodoviário chegou iniciar em 2014, houve medições no trecho, mas a empreitada muito pouco evoluiu. Em fevereiro de 2017, a obra foi retomada. Orçada, inicialmente, em R$4.103.117, sendo R$ 3.692.805,30 oriundos da Metroplan, e o restante, R$ 410.311,70, de contrapartida da prefeitura.
Pelo tempo de demora na efetivação do projeto, o Executivo municipal teve que se responsabilizar por mais R$1.303.321,04, totalizando R$1.713.632,74 de investimento do município. Na via, foi realizada a terraplanagem, drenagem pluvial, faltando apenas a última camada da pavimentação asfáltica, sinalização viária pintura na horizontal.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...