ANO: 24 | Nº: 6058
13/06/2018 Cidade

Festa de Santo Antônio será marcada pela bênção de velas e distribuição de pães

Foto: Tiago Rolim de Moura

Santo é conhecido como um dos mais populares da Igreja Católica
Santo é conhecido como um dos mais populares da Igreja Católica

Os católicos celebram, hoje, a festa do santo considerado por muitos o mais popular da Igreja Católica, Santo Antônio, conhecido como protetor dos pobres, da família, do amor e o que restitui objetos perdidos, além de ser popular como sendo casamenteiro. Para celebrar a data, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição realiza missas e procissões, às 15 e às 19h, com a distribuição do pão de Santo Antônio e bênção de velas.
As festividades comemorativas iniciaram no dia 30 de maio, com a trezena, e foram realizadas, no período, duas missas diárias, às 15h e às 18h30min, com a distribuição das fitas e pão. Conforme o pároco da Igreja Nossa Senhora da Conceição, frei Álvaro Bordignon, o lema da festa, "Com Santo Antônio somos sal da terra e luz do mundo", está de acordo com o documento da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) e faz alusão ao ano do laicato (pessoas batizadas).
O frei ressalta que as procissões são realizadas no entorno da Praça Silveira Martins e contam com a participação significativas dos fiéis. Logo após a caminhada, os participantes recebem as bênçãos e a distribuição dos pãezinhos em frente à igreja. “Pedimos que os fiéis levem velas, que serão abençoadas”, diz.

Casamenteiro

Santo Antônio iniciou a exercer esse fascínio de ser casamenteiro durante sua vida terrena, como pregador itinerante. Ele começou a ser venerado na Europa, nos conventos, eremitérios (lugar onde vivem eremitas) e igrejas. Depois, a paixão pelo franciscano se espalhou pelo mundo. Mesmo que em vida o santo não tenha nenhuma passagem sobre o casamento em seus sermões, ficou popularmente conhecido como o casamenteiro por ajudar pessoas a entrarem em um relacionamento.

Pães bentos

Todos os anos, durante a trezena e no dia da festa, os pães de Santo Antônio são entregues aos devotos, na Paróquia Nossa Senhora da Conceição. Segundo o frei Álvaro, neste ano, foram oferecidos cerca de 1,5 mil pães por dia durante a trezena. A previsão, para hoje, é entregar cerca de 20 mil pães para aqueles que participarem das missas e procissões. O religioso conta que essa tradição começou com lendas onde o santo jamais deixava de oferecer pão a quem batia à sua porta.

História

O nome original de Santo Antônio era Fernando de Bulhões. Ele nasceu em 1195, em Lisboa, em uma família nobre e rica. Educado em Coimbra, tornou-se membro da Ordem de Santo Agostinho e foi ordenado sacerdote aos 25 anos. Em 1220, ele entrou na ordem dos franciscanos.
Antônio morreu no dia 13 de junho de 1231, nos arredores de Pádua, na Itália, com 36 anos de anos de idade. Foi sepultado numa basílica que se tornou lugar de peregrinação. Foi canonizado no ano seguinte, pelo papa Gregório IX. 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...