ANO: 25 | Nº: 6335
20/06/2018 Cidade

Aeroporto de Bagé vive a expectativa dos voos comerciais

Foto: Tiago Rolim de Moura

Terminal foi todo remodelado
Terminal foi todo remodelado
A definição de dias e horários para o início dos voos comerciais em Bagé está sendo definida entre a empresa Gol e Two Flex e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ainda não há uma data oficial, porém o Aeroporto Internacional Comandante Gustavo Kraemer está pronto para atender esta demanda. Vários melhoramentos foram realizados, segundo conta o superintendente do terminal, Anilson Silveira Gonçalves.
De acordo com Gonçalves, a parte operacional foi toda organizada e caso haja, posteriormente, uma demanda com aeronaves maiores, será necessário realizar pequenos ajustes na parte de segurança. Ele salienta que a previsão é que, em princípio, a aeronave utilizada seja uma Gran Caravan, da TWO Flex/Gol, com nove lugares. "Existem tratativas também com a Azul e, neste caso, o avião é maior", comenta.
Segundo o coordenador de operações e segurança do aeroporto, Michel Rosa da Silveira, a pista, o pátio, fiscais de aeronave e pessoal já estão prontos para a operação da aeronave menor. Caso aconteça a vinda das maiores, será necessário adaptação, com instalação de um aparelho de raio-X maior, além de um detector de metal. "No momento em que a demanda aumentar, os equipamentos serão remanejados de outros aeroportos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero)", diz.
O terminal possui raquete e pórtico detector de metais. Estes sistemas são suficientes para o início das atividades. O anúncio da retomada da linha entre Bagé e Porto Alegre foi feito no dia 13 de dezembro, pelo diretor de Relações Institucionais da empresa Gol Linhas Aéreas, Alberto Fajerman, e pelo presidente da TWO Flex Linhas Aéreas, Rui Thomaz Aquino. A expectativa inicial era para iniciar as operações ainda em março.


Gol

De acordo com a assessoria de comunicação da Gol, a empresa nunca se pronunciou sobre o início das operações. A informação é de que está realizando estudos constantes para ampliar sua atuação regional em 2018, aumentando as opções já oferecidas atualmente aos clientes. Além disso, estuda a possibilidade de firmar parcerias com companhias aéreas de menor porte para realizar estas operações. Porém, a companhia aponta que, neste momento, não há novidades sobre novos destinos regionais.

Azul

A empresa Azul, primeira a acenar com a possibilidade de itinerários diários entre a Rainha da Fronteira e a capital gaúcha, está em tratativas com o governo do Estado para a redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) no combustível, para então operar na cidade.

Conforme o diretor da empresa, Ronaldo Veras, a Azul tem interesse de operar em Bagé e está aguardando a análise do Estado para levar técnicos até Bagé. "Está em nossos planos, só precisamos da resposta do governo para viabilizar o empreendimento", afirma.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...