ANO: 25 | Nº: 6331
21/06/2018 Campo e Negócios

Clori Peruzzo é eleita presidente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha

Foto: Victória Zara Mércio/EspecialJM

Bajeense comandará entidade no biênio 2018-2019
Bajeense comandará entidade no biênio 2018-2019

Um grupo composto somente por mulheres estará à frente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha. Clori Giordani Peruzzo, da Vinícola Peruzzo, de Bagé, tomou posse nesta semana para o biênio 2018-2019. Ela assume o cargo ocupado nos últimos dois anos por René Ormazabal Moura, da Bodega Sossego, de Uruguaiana, e será auxiliada por outras quatro representantes das vinícolas localizadas na região.
A nova gestão é composta ainda por Hortência Ravache Ayub (Vinícola Campos de Cima, de Itaqui), na vice-presidência; Mônica Mércio (Estância Paraizo, de Bagé), como tesoureira; Gabriela Hermann Pötter (Vinícola Guatambu, de Dom Pedrito), como secretária-geral; e Victoria Zara Mércio (Estância Paraizo, de Bagé), na diretoria de Comunicação e Marketing. A posse ocorreu na segunda-feira (18), em Santana do Livramento.
Entre as diretrizes para o biênio 2018-2019, Clori Peruzzo destaca o fortalecimento do grupo para projetos coletivos e a consolidação do enoturismo na Campanha Gaúcha. Em julho, a nova diretoria inicia a construção de um planejamento estratégico para o período.
“Temos como objetivo continuar com a integração do grupo, que vem sendo desenvolvida desde as outras gestões, trabalhar ações coletivas que beneficiem toda a região e dobrar o número de associados, passando a abranger, também, os produtores de uva. O foco maior da nossa gestão será o enoturismo, pois além de excelentes produtos, sabemos o potencial que a Campanha tem”, diz. Clori também é a primeira presidente mulher a liderar a Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha.
Entre as marcas da gestão anterior, René Ormazabal Moura, presidente no biênio 2017-2018, acredita que estão a conquista de um assento junto ao Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e o depósito do pedido de reconhecimento da Indicação Geográfica (IG) da Campanha junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que tem sua concessão aguardada para o final deste ano. O empresário reforça também a união dos associados.
“Um ponto marcante desta última gestão, e também das anteriores mas da Campanha, é o trabalho de coletividade entre os produtores. De forma geral, é como a Campanha gaúcha é vista e como a gente vem se fortalecendo. Nestes dois últimos anos, distribuímos entre nós as responsabilidade e passamos a compor os Comitês de Enoturismo e das Indicações Geográficas dentro Ibravin”, informa. Apesar de deixar a presidência, Moura permanece como representante da região no Conselho Deliberativo do Ibravin, participando e levando os pleitos da região.
Criada em 2010, a Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha conta com 17 representantes de vinícolas da região. Entre os objetivos do grupo estão o fortalecimento da imagem e da qualidade dos rótulos elaborados nestes terroir, aperfeiçoamento das técnicas de produção dos vinhedos, capacitação dos produtores em gestão empresarial e fortalecimento do setor através de ações de acesso ao mercado e promoções comerciais.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...