ANO: 25 | Nº: 6279
22/06/2018 Universo Pet

O que é e como prevenir a tosse canina

Foto: Divulgação

Muitas vezes comparada à gripe nos humanos, a tosse canina é uma doença contagiosa, que atinge somente cachorros e pode ser prevenida por meio de vacina. Sobre a patologia, a médica veterinária Ana Nunes Vieira Lacerda explica que ela pode se proliferar em qualquer época do ano. No inverno, entretanto, em função das baixas temperaturas, os animais podem ter maior facilidade em adoecer.

O que é a doença?
A traqueobronquite infecciosa, conhecida como tosse canina ou tosse dos canis, pode ser causada pelo adenovírus canino 2, o vírus da parainfluenza, o coronavírus respiratório canino e a bactéria bordetella bronchiseptica. A doença é altamente contagiosa e é transmitida, somente a outros cachorros, por meio do ar.

Sinal clínico
Os caninos apresentam tosse seca, em geral, mas podem apresentar também secreção nasal e reflexos de vômito - em função da tosse. Os sinais desaparecem em cerca de duas semanas. Quando a doença é transmitida por meio da bactéria, entretanto, pode permanecer ainda por três meses no corpo do animal - que ainda pode continuar contaminando os outros.


Como tratar
A doença é autolimitada, mas os sintomas podem ser tratados. Ana recomenda que os animais mantenham repouso por cerca de sete dias. Os veterinários poderão receitar antibióticos, para evitar que a situação fique mais grave, além de supressores de tosse seca.

Casos sérios
A traqueobronquite infecciosa pode agravar-se e tornar-se uma pneumonia bacteriana, com sintomas como febre e diarreia. Geralmente isso acontece com filhotes, animais imunocomprometidos, como os idosos, por exemplo, e cães que já têm doenças pulmonares pré-existentes.

Prevenção
É possível evitar a doença com vacina. Há a vacina administrada pelo nariz e a injetável. Nesse último caso, quando é aplicada pela primeira vez, o cachorro deve receber duas doses com 21 dias de diferença e, depois, o reforço anual.
Quando há mais de um animal na casa, caso exista a suspeita de um dos pets estar com a doença, ele deve ser isolado e os outros não poderão receber a vacina. A veterinária informa, também, que são três os agentes que podem causar a tosse canina, ou seja, é preciso atenção na hora de escolher a imunização.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...