ANO: 26 | Nº: 6543
22/06/2018 Editorial

Obra estratégica

Ficou para julho a definição de um empreendimento que, por mais singelo que seja, pode desencadear um sério estímulo no comércio junto às chamadas lojas francas, em Aceguá. Publicação desta edição detalha como representantes do município brasileiro e da intendência de Cerro Largo, do Uruguai, articulam definições sobre o empreendimento que visa uma reformulação do canteiro internacional, que divide as cidades-gêmeas.

O obra, por mais que o orçamento previsto não atinja os R$ 100 mil, surge num momento oportuno. A Brasil vive, há algum tempo, a expectativa pela autorização para a instalação dos tradicionais freeshops em solo tupiniquim – o que antes não estava regulamentado. No caso específico de Aceguá, o comércio do lado uruguaio sustenta, há tempos, uma espécie de estímulo direto da economia. E não simplesmente pela comercialização de produtos que atrai uma gama incontável de turistas, mas pelo fato de potencializar o mercado de trabalho, assim como outros ramos do setor de serviços, como alimentação e, em determinados momentos, de hotelaria.

O fato é que, fixadas lojas francas no lado brasileiro, tal cenário só tende a se elevar. A própria arrecadação municipal de Aceguá será uma das mais atingidas, até porque a instalação de novas empresas sempre surge como um alívio na busca incessante de sanar demandas não suportadas pelo caixa. Aumentar a receita de tributos, sem precisar elevar índices ou praticar reajustes, às vezes mais pesados, só contribui no processo.

Na questão da obra junto ao canteiro central, que demanda por melhorias urgentes, tendo em vista que pouco serve de atrativo, na atualidade, é nada menos que antecipar um cenário futuro. A quantidade de visitantes, que buscam, inicialmente, efetuar compras, deve ocorrer com certa naturalidade. Cabe, lógico, aos gestores públicos, prepararem o ambiente para garantir que cada turista se sinta convidado a retornar. E não apenas em função dos comércios, mas pela receptividade e infraestrutura adequada e convidativa. Enfim, é uma obra estratégica.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...