ANO: 25 | Nº: 6458
25/06/2018 Cidade

Primeiro domingo com água liberada pelo Daeb muda a rotina dos bajeenses

Foto: Tiago Rolim de Moura

Amaral afirma que água sai suja
Amaral afirma que água sai suja
Depois de quatro meses enfrentando o rodízio de racionamento, a rotina dos bajeenses volta ao normal nos domingos. Na semana passada, o Departamento de Água, Arroios e Esgotos de Bagé (Daeb), anunciou a liberação da água, exclusivamente aos domingos, diante da diminuição das temperaturas e da recuperação parcial das barragens.
No início do rodízio, em fevereiro, algumas famílias que vivem no bairro Floresta, na zona Oeste da cidade, sofreram com a falta de água por vários dias consecutivos, devido a um problema pontual na caixa que abastece o bairro. A situação foi normalizada e o recurso voltou a aparecer nas torneiras.
O abastecimento no bairro é feito das 3h às 15h e está funcionando, conforme informou o comerciante Márcio Adriano Varela do Amaral. Ele salientou que, algumas vezes, no horário de abastecimento, a água enfraquece, mas, mesmo assim, consegue encher a caixa de sua casa. “Em determinados horários, a água muda de cor, fica muito escura e com barro, mas depois volta ao normal”, relata.
A dona de casa Tânia Mara Vaz, 53 anos, enfatiza que a água, neste domingo, chegou bem forte e ela aproveitou o dia ensolarado para lavar roupa e limpar a casa. “Às vezes está bem fraca e não tem força para encher a caixa, mas hoje (ontem) está normal”, destaca.
A serviços gerais e moradora da rua Benjamin Costa, Cleia Melo, 42 anos, também reclamou da cor da água. Ele conta que ocasionalmente o líquido sai muito escuro, outras vezes, muito claro e com cheiro forte de cloro. “ A água chegou fraca e custou para encher a máquina de lavar”, disse.
A dona de casa Raíssa Morales, 18 anos, vive há dois meses no bairro. Ela vive na rua Acrísio Jacinto Pereira, um pouco afastada da caixa que abastece o bairro, mas salienta que já se adaptou ao rodízio de abastecimento. A jovem aproveitou o domingo com o abastecimento normalizado para lavar roupa e organizar a casa que não tem caixa d’água.
O Daeb informou que, caso os níveis dos reservatórios piorem, a medida poderá ser suspensa. O fim do rodízio ainda não é possível com os atuais níveis dos reservatórios, pois as precipitações continuam abaixo da média histórica. Até sexta-feira, as barragens permaneciam em deficit. A barragem Sanga Rasa está 5,10 metros abaixo do normal, a do Piraí, 2,30 metros negativos e apenas a Emergencial está cheia.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...