ANO: 25 | Nº: 6209
26/06/2018 Editorial

Momento de decisão

O Rio Grande do Sul inicia, hoje, mais uma edição de um dos processos que pode ser considerado como uma das principais ferramentas de participação cidadã e gestão democrática da atualidade: a Consulta Popular. Trata-se de um processo que permite, como em poucas vezes na história, que a população defina onde e como o governo do Estado aplicará valores. Ou seja, um efetivo exemplo de democracia.

Nesta edição, os cidadãos poderão escolher as prioridades regionais, anteriormente estabelecidas em assembleias, na votação da Consulta Popular. E se há alguém que duvide da importância de tal certame, é preciso frisar: o governo do Estado vai investir R$ 80 milhões, valor 33% a mais do que foi distribuído no ano passado (R$ 60 milhões), em políticas definidas no pleito de agora.

Mais interessante é que a Consulta Popular gaúcha, por mais que seja organizada, essencialmente, pela gestão em vigência, independe de quem esteja no comando do governo para que as verbas sejam destinadas. Tampouco de aval de demais poderes. Assim que a população estabelece as prioridades – como fará agora, até quinta-feira – os valores são automaticamente incluídos no Orçamento da administração estadual que deverá, posteriormente, garantir a liberação e consequente aplicação. A previsão, aliás, é que a quitação do processo atual ocorra até julho do próximo ano, em sua totalidade.

Mas, claro, para que os valores aplicados resultem em benefícios expressivos, é necessária a participação. Em 2017, foram mais de 705 mil eleitores. Este ano, a expectativa é que se ultrapasse a marca de um milhão de votos. E tomara mesmo que isto seja alcançado, por tornar as demandas escolhidas mais abrangentes ainda do ponto de vista do atendimento da maior parcela possível da comunidade.

De qualquer maneira, chega-se a um momento de decisão. Assim, quem deseja contribuir com o futuro da política, ao menos em âmbito estadual e regional, tem uma possibilidade efetiva agora. É fundamental, contudo, marcar presença. Algo bem simples. Basta votar!

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...