ANO: 25 | Nº: 6281
29/06/2018 Universo Pet

Cinomose – a doença que pode ser fatal para os cachorros

Foto: Divulgação

 

A cinomose é uma doença causada por um vírus, que atinge somente cães e mata - em 85% dos animais infectados. A doença atinge, na maioria das vezes, os filhotes. Apesar de grave, a cinomose pode ser prevenida por meio de vacinação – e é necessário reforço anual para garantir a prevenção.
A professora do curso de Veterinária da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Paula Costa dos Santos, explica que a doença é “altamente contagiosa” e pode ser transmitida pelo contato direto entre os animais e por utensílios.
Ela destaca que há a possibilidade do vírus permanecer no ambiente durante anos. Entretanto, em média, outro animal pode ser infectado em até três meses - se passar a viver no mesmo local em que outro cachorro doente esteve. Os tutores precisam ter cuidado em higienizar o espaço com desinfetante à base de hipoclorito de sódio. Vale lembrar, também, que o vírus é sensível ao calor. Portanto, em épocas de chuvas, umidade e frio há mais casos de cinomose.
Dos sintomas mais comuns, os primeiros incluem problemas respiratórios. “Começa como uma pneumonia”, exemplifica Paula. “Mas os mais característicos são os sintomas neurológicos. O animal pode chegar a ter convulsões, tremores na cabeça e na boca”, conta. Os pets podem apresentar, ainda, febre, apatia, vômitos e diarreias, por exemplo.
Paula esclarece que alguns animais contaminam-se, mas ficam assintomáticos por algum tempo. “Isso é um problema, porque vai direto para a fase neurológica, não tem a respiratória”, diz. O tratamento da doença é voltado para combater os sintomas. Existem, segundo a veterinária, alguns medicamentos antivirais, mas sem eficácia comprovada. Em geral, é necessário internação.
O melhor, conforme Paula, é a prevenção. Sobre a vacina, devem ser administradas três doses quando o cachorro ainda é filhote. A primeira deve ser aplicada aos 45 dias e, depois, o reforço anual. Ela explica que são mais raros os casos em animais adultos, porém é possível a contaminação e, por isso, deve-se ter cuidado em vacinar os cães todos os anos.
Alguns animais, após serem infectados, conseguem superar a doença. Entretanto, para a maior parte dos caninos, a cinomose é fatal. Além disso, os animais que sobrevivem podem apresentar sequelas graves, como tremores constantes ou episódios convulsivos com frequência.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...