ANO: 24 | Nº: 6110
02/07/2018 Cidade

Doação de sangue supera última edição e garante 96 bolsas coletadas

Foto: Divulgação

Laura Dri Bagesteiro Kabke realizou a doação pela primeira vez
Laura Dri Bagesteiro Kabke realizou a doação pela primeira vez

O clima ajudou e mais de uma centena de pessoas participaram da quinta coleta de sangue deste ano em Bagé. Além da equipe do Hemocentro de Pelotas (Hemopel), responsável pela coleta, a ação contou com a mobilização de dezenas de pessoas que participaram do Dia de Cooperar, ou Dia C.
A coordenadora da equipe do Hemocentro, Gisele Pinto, conta que foram realizados 122 cadastros de voluntários para doação de sangue e coletadas 96 bolsas. Isto porque nem todos os voluntários estavam aptos a doar naquele momento.
Enquanto aguardava, Rosa Lúcia Costa Marques, de 47 anos, conta que foi a segunda vez que participou da coleta de sangue. Com a intenção de ajudar quem precisa, teve de vencer o medo de agulhas para se voluntariar. "Sempre quis doar, mas tinha muito medo. Então, um dia, resolvi vir, porque mesmo com medo eu estaria fazendo uma coisa certa. Não custa nada e ajuda muita gente. Quero seguir doando", comenta.
A mobilização contou com o auxílio dos voluntários do Dia de Cooperar, ou Dia C, e com a ação "Doe Sangue e Salve Vidas", promovida por entidades de cooperativismo atuantes no Brasil, entre elas o Sicredi, que apoiou a iniciativa na Rainha da Fronteira. Além dos próprios voluntários da campanha realizarem a doação, ainda mobilizaram a população para participar da coleta.
Laura Dri Bagesteiro Kabke, 32 anos, foi uma das voluntárias da ação e doou pela primeira vez, participando do Dia de Cooperar. “Muito legal poder ajudar pessoas que precisam", diz.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...