ANO: 25 | Nº: 6361
02/07/2018 Segurança

Filha e genro acusados por morte de mulher em Pinheiro Machado são apreendidos

Foto: Divulgação

Local onde foi enterrado o corpo da vítima
Local onde foi enterrado o corpo da vítima

Um crime bárbaro que chocou toda comunidade da região da Campanha teve, no sábado, a apreensão dos dois adolescentes, filha e genro da vítima de 37 anos, acusados pelo assassinato. O fato, que teria ocorrido na quinta-feira passada, quando a adolescente, de 12 anos, e seu namorado, de 16 anos, mataram a marteladas e a socos a mãe da menina e enterraram o corpo no pátio da residência.

De acordo com o titular da Delegacia de Polícia Civil de Pinheiro Machado, delegado regional Luís Eduardo Benites, os dois jovens foram ouvidos. Segundo ele, a motivação seria porque a mãe da menor não aceitava o relacionamento. “Ele se arrependeu e confessou para um familiar. Ambos estavam na casa da família dele após terem cometido o crime. A vítima teria discutido com eles, pois não queria que eles se relacionassem. Então, começaram a se agredir fisicamente, momento em que o adolescente pegou um martelo e desferiu alguns golpes nela e, após, a menina de 12 anos teria acertado a mãe e ela então teria morrido. Então eles resolveram cavar no pátio uma cova e colocar o corpo da mulher. Em cima, para disfarçar, eles colocaram uma casa de cachorro e, após, foram para a casa da família dele”, informou o delegado.

O adolescente foi levado para o Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE), em Pelotas, e a menina foi encaminhada para o Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino (CASEF), em Porto Alegre.  Servidores da Brigada Militar e da Polícia Civil levaram o jovem para Pelotas, já a menina foi levada por um policial civil da Delegacia Regional de Polícia Civil e o Conselho Tutelar. 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...