ANO: 25 | Nº: 6356
02/07/2018 Editorial

Soja em pauta

A partir de hoje, Bagé será o centro das atenções de um setor da economia primária que vem ganhando cada vez mais espaço e importância no Rio Grande do Sul. O Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha, que chega a sua quinta edição, é uma oportunidade para que não apenas quem atua no setor se aperfeiçoe ou encontre novos nichos de cultivo e elevação de renda, mas, até mesmo, para quem busca compreender este ramo que fez a quantidade de hectares destinados ao grão ter praticamente triplicado, na Metade Sul, ao longo da última década.

O Minuano, aliás, já antecipou alguns dos tópicos em pauta durante o final de semana, com a publicação de um caderno especial produzido especificamente em função do evento. Assim como evidenciado, melhorar o manejo do solo para torná-lo mais eficiente, assim como estabelecer ações que permitam a diversificação da produtividade devem dar o tom dos debates. Ao menos num primeiro momento.

O Simpósio pretende, porém, ir além de tais tópicos. Como define o próprio slogan do evento, além de garantir alta produtividade, é fundamental ocasionar rentabilidade a quem investe no setor. E, isso, claro, exige a definição de práticas que aprimorem resultados, mas, também, evitem possíveis quebras ocasionadas pelas intempéries climáticas, que vez ou outra atingem a Campanha gaúcha.

A expectativa, acima de tudo, é para que o simpósio gere resultados positivos no sentido de estimular o uso de tecnologias que mantenham firme a consolidação já obtida pelo setor produtivo, mas, além disto, que estimulem ações de fortalecimento ao cultivo do grão, seja por meio de políticas que auxiliem quem atua em tal mercado, ou pelo estabelecimento de práticas coletivas que permitam um cultivo mais seguro de quem investe.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...