ANO: 25 | Nº: 6311
03/07/2018 Editorial

Alternativa inusitada

A busca incessante por mecanismos que impulsionem o desenvolvimento de cada região pode, ao longo do percurso, apontar alternativas interessantes a serem implantadas, algumas delas, em certo ponto, até mesmo imprevisíveis. É o caso identificado para a Campanha gaúcha, mencionado no Atlas das Biomassas para Produção de Biogás e Biometano.

Reportagem publicada nesta edição, assinada pelo jornalista Sidimar Rostan, revela que a região pode aproveitar um recurso existente em abundância, proveniente da pecuária –,  produção que garantiu desenvolvimento ao longo da história e segue em alta - para gerar mais amparo econômico. Segundo o Atlas, a Campanha é a terceira do Rio Grande do Sul que mais concentra dejetos de animais, gerando, por ano, cerca de 5,89 milhões de toneladas.

O apontamento, quanto a tal tema, no mínimo curioso, é que tais dejetos, produzidos por bovinos, nos campos de Bagé, Dom Pedrito e Lavras do Sul, podem gerar energia renovável e em volume suficiente para suprir as demandas de fazendas inteiras. Ou seja, um item até então destinado, basicamente, para a fertilização do solo, poderia resultar em investimentos de escala industrial e auxiliar, tanto para atender uma demanda da matriz energética nacional, quanto possibilitar a geração de mais postos de trabalho. E viabilizando, automaticamente, um incremento importante para a economia local.

Se o estudo resultará em ações práticas, ainda é uma incógnita, que depende de uma série de definições. Até porque, mesmo promissor, demanda por recursos. Cabe aos gestores públicos e mesmo membros do setor privado assumirem uma postura de confiança sobre a análise e abrirem as portas para tornar os empreendimentos realmente possíveis. A matéria-prima necessária, como exposto, há de sobra.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...