ANO: 25 | Nº: 6383
04/07/2018 Editorial

Transformação verídica

Paredes firmes, com tinta nova, pisos reformados e equipamentos modernos recém-saídos da caixa, prontos para serem disponibilizados a quem busca atendimento. Quem visitar, seja pelo motivo que for, o Hospital Universitário Doutor Mário Araújo (HU), em Bagé, poderá verificar um cenário que talvez fosse vislumbrado apenas como um sonho distante há alguns anos atrás.

A situação, se já pode ser classificada como positiva, em especial do ponto de vista de reforço para o setor de saúde local, ganha mais destaque ao passo que obras e mais obras são desencadeadas e facilmente visualizadas dentro da estrutura. Sim, o HU, que há cerca de dois anos havia fechado suas portas devido a um cenário de difícil resolução, já demonstra muito mais que recuperação no período de pós-reabertura. É, de fato, um local onde uma transformação verídica se constata com brevidade e naturalidade.

Parte desta nova realidade ganhou um novo capítulo ontem. Durante ato para apresentar os 32 novos leitos motorizados, como revela publicação desta edição, a unidade hospitalar deu mais um passo rumo a sua contínua modernização e, claro, saúde financeira viabilizada, inicialmente, por uma gestão que enxergou possibilidades para tornar o espaço sustentável, mas, também, por parcerias que permitiram a execução de investimentos constantes, todos destinados a aperfeiçoar o atendimento a ser disponibilizado à população, seja através do Sistema Único de Saúde (SUS), ou mesmo por convênios e particulares.

Parte de tal transformação, é preciso mencionar, é fruto de personagens que assumiram um verdadeiro desafio e, como exímios profissionais que já demonstravam ser, alcançaram resultados efetivamente satisfatórios. De outra parte, é necessário apontar outros tópicos que contribuíram. No caso dos leitos motorizados, recursos oriundos da Consulta Popular, depositados pelo governo gaúcho, que permitiram a aquisição. Em demais empreitadas, da compra de exames por parte dos Executivos estadual e municipal, que permitiram uma receita importante ao HU, mas que também garantiram que filas que há muito perduravam fossem sanadas.

Neste momento de transformação, há tantos nomes a serem mencionados que o esquecimento de um que seja seria um erro. Assim, o mais importante é destacar que quem empenhou esforços, ou mesmo um interesse que resultasse em uma ação prática, contribuiu para que o hospital se tornasse um espaço totalmente novo e moderno. Os resultados destas colaborações, com certeza, serão percebidos ao longo da história. Hoje, aliás, já são.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...