ANO: 25 | Nº: 6383
10/07/2018 Cidade

Moradores do bairro Santa Cecília pedem instalação de água

Foto: Tiago Rolim de Moura

Maquinário não entra no local, disse Barbosa
Maquinário não entra no local, disse Barbosa

Cerca de 40 famílias que vivem na rua 220 do bairro Cecília, há uma quadra da obra do Anel Rodoviário, vivem em situação precária. No espaço, não passa rede de água e, segundo os moradores, alguns vereadores já estiveram no local e se comprometeram com a demanda. Uma das situações mais difíceis é da vendedora ambulante Diúlia Moraes, de 26 anos. Ela vive em uma casa de madeira, com quatro filhos, e está construindo uma peça de material.
Diúlia comenta que não tem água instalada e a energia elétrica foi colocada após a compra de um poste, que está colocado em uma via paralela. "Há dois anos esperamos a água e não vem", relata, ao enfatizar que não tem esgoto e nem encanamento e utiliza água da residência do tio, que vive ao lado. "Estou aguardando para finalizar a casa", diz.

O carroceiro Jorge Gonçalves, 55 anos, também vive no local há dois anos. Ele conta que solicitou a ligação de água através da Defensoria Pública e há dois meses conseguiu a instalação. "No Daeb (Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé) deram oa numeração da casa, mas não vieram instalar", informa.

Além da falta de encanamento e instalação elétrica, o morador Luiz Carlos Barros Barbosa, 54 anos, diz que a via está completamente embarrada e não passa nenhuma máquina no local. "Estamos abandonados", salienta.

Informações Daeb

Conforme assessoria de comunicação do Daeb, o local é uma área verde e foi assinada, durante a gestão passada, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a autarquia e o Ministério Público que impede que sejam feitas ligações de água em áreas verdes. Portanto, não é legalmente permitido. Ligações nestes locais são realizadas somente com ordem judicial, reforça a autarquia.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...