ANO: 25 | Nº: 6254
14/07/2018 Cidade

Museu Dom Diogo celebra aniversário de Bagé e 90 anos de Tarcísio Taborda

Foto: Tiago Rolim de Moura

Exposição Bagé de todos os santos é parte da programação de aniversário da cidade
Exposição Bagé de todos os santos é parte da programação de aniversário da cidade

Sem coincidências, a celebração de 90 anos de nascimento de uma das figuras mais destacadas da cultura e educação da região fez parte da programação da semana de aniversário da Rainha da Fronteira. A homenagem entrelaça a história de Tarcísio Taborda com a de Bagé, cidade que sempre esteve no coração de suas pesquisas.

Dentro das atividades da Semana de Bagé, as integrantes da comissão gestora de museus da Fundação Attila Taborda, Carmen Barros e Maria Luíza Pêgas, e a presidente da FAT e reitora da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Lia Maria Herzer Quintana, receberam, na manhã de sexta-feira, convidados e familiares de Tarcísio Taborda, para celebrar a abertura da exposição Bagé de Todos os Santos e a inauguração de uma escultura do pesquisador.

A programação iniciou com a apresentação da exposição, que conta com cerca de 100 itens, entre imagens impressas e efígies, com coleção de imagens cedidas pela Catedral de São Sebastião, Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Capela da Santa Casa, Capela São Martinho, Igreja Sagrada Família, Capela São João de Deus e capela da Fundação Bidart, acervos particulares de Marilu Texeira, Iara Maria Botelho Vieira e Fábio Lucas, além de imagens impressas do acervo religioso do Museu Dom Diogo de Souza.

O bispo emérito de Bagé, Dom Gílio Felício, e Frei Álvaro Bordignon abriram as atividades com a bênção dos presentes, além de destacar a presença da Igreja Católica e seu papel ao longo da história de fundação da cidade. “É uma forma de recuperar a memória e a história da religiosidade deste povo e resguardar as lembranças”, destacou o titular da paróquia da Conceição.

A ação tem como objetivo oferecer a exposição dos principais santos devocionais pertencentes à comunidade, permitindo reflexões sobre seu significado e representações com peças de diferentes materiais, estéticas e tempos diferenciados.

A exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 8h30min às 11h30min e das 14h às 18h, e, aos sábados e domingos, das 14h às 18h, até o final de agosto.

Novidade na sala dedicada à família

Em um ambiente que resguarda a memória da cidade, seus modos e costumes, nada mais justo que dedicar um espaço, exclusivamente, ao guardião dos museus da cidade, Tarcísio Taborda, e seu pai, o “patriarca” da primeira universidade de Bagé, Attila Taborda.

E justamente para disseminar o conhecimento sobre os feitos desta família e o legado que pai e filho deixaram para a cidade, foi inaugurada, ontem pela manhã, uma escultura destinada, especialmente, a despertar a atenção e curiosidade das crianças.

Como o museu é um ambiente não apenas de resguardo da memória, mas também de ações educativas, visitas de alunos da rede pública e privada são constantes no complexo. E para despertar a atenção dos estudantes sobre a importância de Tarcísio na história, a comissão gestora recorreu ao lúdico. A artista plástica Clélia Camargo foi a responsável pela escultura do pesquisador em papel machê, que impressionam pela riqueza de detalhes, como o emblema da antiga FunBa (Faculdades Unidas de Bagé).

Logo abaixo da lapela, a insígnia condecora Taborda como eterno curador dos museus, trabalho iniciado por ele na cidade. “Nossa preocupação não é falar de Tarcísio como personalidade, e sim perpetuar o legado de um homem e os três museus que idealizou. Precisamos dele para educar”, destacou Maria Luíza.

A atividade foi encerrada com a apresentação do Grupo de Musicoterapia da Oncologia, coordenado pela professora Ana Maria Delabary.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...