ANO: 25 | Nº: 6379

José Artur Maruri

josearturmaruri@hotmail.com
Colaborador da União Espírita Bajeense bagespirita.blogspot.com.br
14/07/2018 José Artur Maruri (Opinião)

O espiritismo II

O Espiritismo II
Ainda na mesma linha das instruções recebidas pelos Espíritos, através da obra de Allan Kardec intitulada "O Que é o Espiritismo", na última semana, é imperioso que reflitamos sobre mais alguns pontos sobre os quais o Espiritismo se debruça, senão vejamos:
"Deus, sendo soberanamente justo e bom, não condena suas criaturas a castigos perpétuos por faltas transitórias; oferece-lhes, em todo o tempo, meios de progredir e de reparar o mal que puderam fazer. Deus perdoa, mas exige o arrependimento, a reparação e o retorno ao bem; de sorte que a duração do castigo é proporcional à persistência do Espírito no mal; que, por consequência, o castigo seria eterno para aquele que permanecesse eternamente no mau caminho; mas, desde que um clarão de arrependimento entre no coração do culpado, Deus estende sobre ele sua misericórdia. A eternidade das penas, assim, deve ser entendida no sentido relativo, e não no sentido absoluto.
Os Espíritos, em se encarnando, trazem com eles o que adquiriram em suas existências precedentes; é a razão pela qual os homens mostram, instintivamente, aptidões especiais, inclinações boas ou más que parecem inatas neles.
As más tendências naturais são os restos das imperfeições do Espírito, e das quais não está inteiramente despojado; são também os indícios das faltas que cometeu, e o verdadeiro pecado original. Em cada existência, deve-se lavar de algumas impurezas.
O esquecimento das existências anteriores, é um benefício de Deus que, em sua bondade, quis poupar ao homem as lembranças, o mais frequentemente, penosas. A cada nova existência, o homem é o que fez de si mesmo; é para ele um novo ponto de partida, conhece seus defeitos atuais; sabe que esses defeitos são as consequências daqueles que tinha; disso conclui o mal que pode cometer, e isso lhe basta para trabalhar a fim de se corrigir. Se tinha outrora defeitos que não tem mais, nada tem a se preocupar com isso; ele tem muitas imperfeições no presente."
(Referências: Allan Kardec. O Espiritismo em sua mais simples expressão. O Que é o Espiritismo. IDE Editora. p. 156-157)

José Artur M. Maruri dos Santos
Trabalhador da União Espírita Bageense
Comente: josearturmaruri@hotmail.com

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...