ANO: 26 | Nº: 6544
18/07/2018 Editorial

Novo incentivo ao ensino

Num período em que a busca por vagas no Ensino Superior ocupam boa parte das atenções de quem busca ampliar os horizontes do conhecimento, em especial jovens que acabaram de concluir o Ensino Médio, a possibilidade de auxílios financeiros surgem como uma espécie de alento para a realização do objetivo traçado.

No atual cenário, para se ter uma ideia, são mais de 174 mil bolsas de estudo disputadas através do Programa Universidade para Todos (Prouni), cuja lista de aprovados em segunda chamada foi publicada na segunda-feira. Para complementar, em paralelo, agora, até domingo, acontecem as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies, que disponibiliza mais de 155 mil vagas, conforme publicado pelo Ministério de Educação.

Como se vê, em ambos os casos, sem necessariamente adentrar no mérito quantitativo, é fato que há opções para quem busca uma graduação, seja por meio de bolsas ou por um mecanismo que permita o custeio. A novidade, que ainda pode ocorrer, mais adiante, é um novo incentivo, especificamente para quem integrar famílias carentes.

Uma proposta em tramitação, na atualidade, junto ao Senado Federal, busca viabilizar a estudantes com nota superior a 400 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e com renda familiar abaixo de um salário mínimo e meio bolsas de estudos em instituições privadas de Ensino Superior, por meio da criação do Fundo de Incentivo à Formação Superior.

Pela matéria, o FIFS - sigla da iniciativa - será financiado por recursos da União e contribuições de particulares e de organizações, além da receita de operações realizadas pelo fundo. As bolsas cobrirão 60% dos encargos regulares dos cursos, sendo 20% restantes arcados como abatimento pela instituição de ensino e 20% pelo aluno. Os cursos contemplados pelo FIFS poderão ser presenciais ou à distância e os bolsistas deverão cumprir exigências de desempenho acadêmico para que não percam o benefício.

A ideia, neste caso, é complementar o Prouni, que já demonstrou, ao longo dos anos, ter contribuído para o acesso ao Ensino Superior no País.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...