ANO: 25 | Nº: 6384
20/07/2018 Cidade

Prefeitura busca autorização para implantar ciclovia ou ciclofaixa internacional entre Brasil e Uruguai

Foto: Tiago Rolim de Moura

Obra depende de estudo de viabilidade do Dnit
Obra depende de estudo de viabilidade do Dnit

A Prefeitura de Bagé, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDI), busca regulamentar a implantação de uma ciclovia ou ciclofaixa internacional do Pampa, no trecho entre Bagé a Aceguá, da BR-153, por meio de cooperação binacional entre o Brasil e República Oriental do Uruguai.
De acordo com o titular da SDI, Bayard Paschoa Pereira, a ação atende ao programa nacional Cidades Sustentáveis, possibilitando a integração entre os países, gerando poucos custos – praticamente, apenas o necessário para instalar a sinalização – além de potencializar os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável e viabilizar o cicloturismo e as rotas ciclo turísticas dentro do bioma Pampa. “É uma ação que beneficiará os dois países e com poucos custos”, destaca.
Segundo o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDI, Cristian Becker, que coordena o projeto junto à diretora de Cooperação Internacional e Projetos Especiais da pasta, Joelma Silveira, a atividade espera que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) realize o estudo da viabilidade técnica e econômica para a obra, a primeira entre Fronteiras Americanas.
Cristian destaca que a medida já foi protocolada na Comissão Mista Permanente do Mercosul e Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, assim como na Casa Civil do Estado, sendo recebida pelo governador José Ivo Sartori, que ficará encarregado em fazer a intermediação com o Governo Federal. O projeto também foi entregue, em mãos, ao senador e ex-presidente do Uruguai, José Mujica, o qual atuará como apoiador da ação e intermediador junto ao Presidente, Tabaré Vázquez, a fim de obter o apoio e a colaboração para o estudo de viabilidade técnico e econômico.
A proposta surgiu do prefeito Divaldo Lara, como signatário do programa Cidades Sustentáveis. Com o apoio do Governo Uruguaio, a via que inicia a partir do trevo do Aeroporto de Bagé deve ter continuidade em solo do país vizinho.
O diretor destaca que a atividade tem apoio da União de Ciclistas do Brasil, Clube Audax Bagé e União de Ciclistas do Pampa (UCP).
Conforme o presidente da UCP, João Jardim, a construção da estrutura será um estímulo para que mais pessoas adotem o ciclismo como lazer e esporte, além de proporcionar aos esportistas mais segurança para o trajeto já utilizado para vários eventos esportivos, que passará a ser devidamente sinalizado.
J
á para o presidente do Clube Audax Bagé, Heron Regert, a proposta tem a somar para o ciclismo local, porém a forma como o projeto será elaborado deve ser analisada, sendo que a estrutura deve proporcionar segurança e ter espaço para que os ciclistas possam fazer o percurso sem temer possíveis acidentes. Se não tiver espaço, se sai um grupo de ciclistas para pedalar, daqui a pouco se encontra com outro grupo vindo no sentido oposto, é algo delicado. Agora, se for em uma faixa separada, longe dos carros, sendo uma faixa mais larga, vale a pena”, declara.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...