ANO: 25 | Nº: 6438
21/07/2018 Cidade

Serviços de vacinação ainda não são realizados nas farmácias de Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Medida da Anvisa permite que estabelecimentos de saúde realizem aplicação em locais adaptados
Medida da Anvisa permite que estabelecimentos de saúde realizem aplicação em locais adaptados

No final de 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a aplicação de vacinas em farmácias de todo o País. Desde então, algumas empresas já estão realizando a adequação de espaço e o cadastramento para atender à demanda de vacinação da população. Em Bagé, entretanto, nenhuma empresa oferece o serviço, por enquanto.

Nesta semana, a reportagem do Jornal MINUANO esteve em filiais das maiores redes de farmácia que atendem na cidade e nenhuma delas oferece vacinação. No caso da Farmácia Alves, por exemplo, a farmacêutica Denise Cardomo Pimenta explica que a empresa conta com ambulatório adequado para aplicação de medicamentos. Contudo, não há oferta de vacinas no local. “Temos um grande movimento para injeção de medicamentos, que fazemos somente sob prescrição médica”, explica.

Em uma das unidades da rede de farmácias São João, a reportagem foi informada que, na cidade de Bagé, nenhuma unidade possui local específico. O auxiliar administrativo Marcelo Barreto Meirelles ressalta que a liberação da oferta desses serviços está atrelado à adaptação de espaço, com disponibilidade de um ambulatório específico para a aplicação das vacinas, que a farmácia não dispõe.

Outra grande rede, a Panvel, que foi uma das primeiras a se adaptar em alguns municípios do Estado, ainda não oferece vacinação em Bagé, também por falta de espaço adaptado ao serviço. A rede Agafarma, apesar de possuir ambulatório e profissional capacitado para o serviço, realiza apenas aplicação de medicamentos, verificação de pressão e glicose e colocação de brincos.

O texto do regulamento nacional atualizado permite a disponibilidade de vacinação em estabelecimentos de saúde, como farmácias, contra a gripe, pneumonia, tríplice (sarampo, rubéola e caxumba), hepatite, meningite, entre outras.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...