ANO: 25 | Nº: 6209

Rochele Barbosa

rochelebarbosa@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem do caderno de Saúde do Jornal MINUANO
23/07/2018 Caderno Minuano Saúde

Lentilhas: sabor e promoção da saúde

Foto: Divulgação

página 2 ou 3 - Receita 2
página 2 ou 3 - Receita 2

Você sabia que existem vários tipos de lentilha?
Sim, é verdade! Além da nossa conhecida lentilha “verde”, existem as lentilhas vermelha, laranja, preta, amarela, francesa, entre outras. A lentilha é uma Fabaceae, ou como é comumente chamada, uma leguminosa, ou seja, é da família do feijão, ervilha, grão de bico, soja e fava. O relato mais antigo de seu cultivo remonta há oito mil anos, em terras orientais, sobretudo na África, Ásia e Europa, onde era consumida como base da alimentação.
Ressalta-se, ainda, que é ela a sustentação econômica de diversos países, sendo um produto de exportação altamente valorizado em países como Espanha, Argentina e Canadá. No Brasil, a produção ainda é considerada experimental, logo, a que comemos é importada principalmente da Argentina e Canadá, o que explica o valor bastante superior em relação a outras leguminosas.
Todavia, no Brasil é costume comermos apenas no ano novo, como tradição, como forma de atrair dinheiro o ano todo, inclusive algumas pessoas ainda guardam uns grãozinhos na carteira. Nesta edição, os professores dos cursos de Gastronomia, Nutrição e Farmácia da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) contribuíram com ideias, receitas e informam a grande importância deste alimento.


Página 2 e 3 – Alimento de qualidade e necessário para a promoção da saúde
A professora de Fármacia, Ana Zago, destaca que em muitos países do mundo, há muitos anos, a lentilha é considerada um alimento não digno das melhores mesas. Isso acontece porque seu cultivo gera grande produção e é, muitas vezes, a única fonte alimentar das pessoas mais humildes, que por meio de seu consumo conseguem manter uma dieta de boa qualidade. “Embora ainda exista esse pensamento, a lentilha é digna dos melhores banquetes, da entrada à sobremesa”, complementa.
Voltando às nossas tradições, há várias explicações para o consumo, pensando na situação financeira, mas a principal delas se baseia na forma que ela tem, lembrando moedas. A nutricionista e professora da Urcamp, Gabriela Schirmann, complementa dizendo que o que faz com que seu consumo hoje seja tão baixo é, por exemplo, o alto preço, a falta de hábito de consumo, ou mesmo a presença de antinutricionais, que ao contrário do que muitas pessoas pensam, estão presentes também no feijão e em outras leguminosas, e são em grande parte degradados no processo de cozimento.
“Podemos e devemos consumir, sem medo de ser feliz. Podemos incrementar com vegetais e carnes, preferencialmente magras. Mas o que muitos não sabem é que podemos, inclusive, fazer pastas para passar em bolachas, farinha para incrementar bolos e pães, sucos funcionais com seus brotos, saladas lindas e coloridas e ainda fazer cremes maravilhosos para este inverno frio do nosso Pampa. São inúmeras as possibilidades de consumo da lentilha. É só sermos criativos que podemos ter vários pratos, inclusive sobremesas, com este grão maravilhoso”, complementa Gabriela.
O farmacêutico Guilherme Bragança destaca que, além de ser um grão muito gostoso, estudos apontam que sua qualidade nutricional pode ser comparada ao feijão, e dependendo da espécie e de fatores de cultivo, pode apresentar inclusive superioridade nutricional. “O que a torna especial para a alimentação e explica a manutenção da qualidade nutricional de muitos que a utilizam como base alimentar é o elevado teor de proteína, lipídios, minerais, vitaminas e carboidratos. Em muitos países, inclusive iniciando sua introdução no Brasil, a lentilha já é utilizada para fabricação de 'papinhas' infantis, associadas a outros alimentos que comporão uma dieta capaz de suprir as necessidades nutricionais requeridas para o momento”, explica.
A quantidade de proteína presente na lentilha pode chegar a valores aproximados de 25%, o que a faz ganhar espaço também entre pessoas que não querem eliminar proteína da dieta, mas preferem não ingerir quantidades elevadas de derivados cárneos, acrescenta o especialista.
“Outro dado importante sobre este versátil alimento é que é rico em fibras, auxiliando na motilidade intestinal; em carboidratos e lipídios, que fornecem energia ao organismo e minerais fundamentais para o funcionamento correto do organismo, como por exemplo, o ferro, cálcio, magnésio, fósforo e potássio, tornando-a aliada para a manutenção do equilíbrio mineral no organismo", diz Ana.
Estudos apontam significativa relação entre o consumo de lentilha e o aumento de HDL, redução de problemas hepáticos, melhora na calcificação óssea, melhora na função intestinal e aumento da disposição para atividades do cotidiano”, complementa Bragança.
Destaca que a lentilha apresenta uma quantidade elevada de antioxidantes, que são moléculas capazes de capturar radicais livres e impedir que eles causem danos às células, combater o envelhecimento das células e o dano causado por radicais livres. “Os radicais livres são moléculas que inevitavelmente estão em nosso organismo, seja por produção própria, ou vindos do meio externo, e podem promover danos às células, reduzindo suas funções a ponto de contribuírem para o surgimento de processos tumorais. Nesse sentido, nosso organismo muitas vezes não consegue combater sozinho toda esta frente de ataque, logo, ter uma ajudinha faz toda a diferença. E a atividade antioxidante promovida pela lentilha é uma ajuda e tanto no combate aos radicais livres”, conclui o farmacêutico.


Receitas

Creme de lentilha 

Ingredientes
-250g de lentilha;
-um litro de água
-uma colher de sopa rasa de manteiga;
-uma cebola pequena;
-meio pimentão verde pequeno;
-meio dente de alho;
-uma cenoura grande
-sal e pimenta do reino a gosto;
-queijo mussarela;
-pão italiano (preferencialmente pães médios, onde o creme será servido);
-azeite de oliva;
-salsinha para decorar.
*Contribuição professor e farmacêutico Guilherme Bragança


Modo de preparo
Coloque em panela de pressão a lentilha e a água, cozinhando até que os grãos fiquem macios.
Em uma panela, refogue na manteiga a cebola, o pimentão, e o alho bem picados, acrescentando em seguida a lentilha já escorrida. Aos poucos acrescente cerca de uma concha do caldo de cozimento (essa medida vai de acordo com o seu gosto. Para cremes mais ralos, coloque mais caldo) e a cenoura ralada. Transfira para o liquidificador e bata até formar um creme homogêneo, retornando para a panela para aquecer até o momento de servir.

Preparo dos pães
Faça um orifício na parte superior do pão e remova uma parte do miolo, de forma cuidadosa para não furar a casca. Cubra o fundo do pão com uma fatia de queijo e coloque o creme até a metade, coloque um fio de azeite e preencha com creme. Sobre o creme coloque uma folha de salsa para decorar. Eis uma ótima pedida para nossas noites frias de Bagé.


Hambúrguer de lentilha

Ingredientes
-500g de lentilha;
-500ml de caldo de legumes;
-duas colheres de chá de azeite extra-virgem;
-uma cebola roxa grande, metade finamente picada e metade em fatias finas;
-suco de 1/2 limão;
-sal a gosto;
-um maço de espinafre fresco;
-dois dentes grandes de alho picados;
-pimenta preta moída;
-meia colher de chá de cominho;
-uma xícara de pão ralado integral;
-meia xícara de nozes torradas e finamente picadas.
* contribuição do professor de Gastronomia José Lagoa


Modo de preparo

Cozinhe a lentilha no caldo de legumes por cerca de 30 minutos em fogo médio até que elas estejam macias, mas sem desmanchar ou até que o líquido seja absorvido.
Transfira para uma tigela média com o restante e amasse bem com um espremedor de batatas e reserve.
Aqueça o azeite em uma frigideira antiaderente em fogo médio. Adicione a cebola picada, o suco de limão, uma pitada de sal e cozinhe, mexendo até amolecer (cerca de seis minutos).
Adicione o espinafre, o alho, a pimenta preta e cominho e mexa até o espinafre murchar (cerca de três minutos). Adicione a mistura de espinafre, pão ralado e nozes às lentilhas e misture bem. Cubra e leve à geladeira por pelo menos uma hora.
Molde em formato de hambúrgueres e grelhe por cerca de três minutos de cada lado. Sirva como preferir.
Sugestão: coloque os hambúrgueres nos pãezinhos com a cebola cortada e outras coberturas, conforme desejado, e sirva.

Viram como esse grão é gostoso e versátil para o paladar e fantástico para a saúde?
Vamos comer mais lentilha?

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...