ANO: 26 | Nº: 6526
26/07/2018 Cidade

Sais realiza atividade de combate às hepatites virais amanhã

Foto: Tiago Rolim de Moura

Exames rápidos de detecção dos vírus estão disponíveis na sede do serviço
Exames rápidos de detecção dos vírus estão disponíveis na sede do serviço
Para assinalar a campanha Julho Amarelo, o Serviço de Atenção Integral à Sexualidade (Sais) realiza, amanhã, uma atividade de conscientização ao combate contra as hepatites virais (B e C). A ação será realizada das 9h30min às 16h30min, na Praça Silveira Martins (do Coreto), onde a equipe do serviço estará entregando materiais informativos e disponibilizando a vacina contra a hepatite B, além de atender aqueles que desejarem realizar testes rápidos de detecção do vírus das hepatites.
De acordo com a coordenadora do Sais, Rosane Gonzales, a ação busca conscientizar as pessoas sobre a importância da vacinação contra a hepatite e dos testes rápidos de verificação dos vírus. Ela destaca que, em virtude da atividade, o Sais só abrirá em caso de chuva, o que também acarretará no cancelamento da ação na praça.
Rosane salienta que a vacina contra a hepatite B está disponível, gratuitamente, em todos os postos de saúde da rede municipal, mas adianta, a quem deseja realizar a vacina, que é importante levar a carteira de vacinação. “É preciso levar a carteira para verificarmos se é possível realizar a vacina. Ela é feita em três doses, então tem gente que não fez a segunda ou a terceira”, explica.
A coordenadora conta que são realizados, em média, 500 testes rápidos de hepatite por mês, em Bagé. Ela também comenta que o Ministério da Saúde aumentou a oferta das vacinas contra o vírus, com a intenção de erradicar a doença, no Brasil, até o ano de 2030.


Ação do Gaph
O Grupo de Apoio aos Portadores de Hepatite (Gaph) também pretende realizar uma ação para marcar o Julho Amarelo. Segundo o presidente do grupo, Luiz Carlos Porcellis, neste sábado, durante a manhã, o grupo se reunirá na Praça de Esportes, onde será realizada uma entrega de materiais informativos em alusão ao Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais. Em caso de chuva, o presidente informa que o evento será adiado para o próximo sábado. Porcellis lembra que, há 14 anos, o Gaph vem realizando ações de conscientização e esclarecendo a importância da prevenção contra a doença.


Informações sobre a doença
Conforme informações do Ministério da Saúde, a vacina para hepatite A está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), sendo oferecida no calendário nacional de vacinação para crianças a partir de 15 meses a 5 anos de idade incompletos.
Em relação à hepatite B e C, a transmissão se dá por sangue contaminado, sexo desprotegido ou compartilhamento de objetos perfuro-cortantes. A vacina contra a hepatite B está disponível no SUS para adultos e crianças. Nos últimos 10 anos, as estatísticas da doença apresentaram pouca variação. Em crianças, a vacina é aplicada em quatro doses, sendo a primeira, preferencialmente, nas primeiras 12 horas de vida. Nos adultos, que não se vacinaram na infância, são três doses.
A hepatite C, por sua vez, não conta com vacinação, mas tem tratamento com os antivirais de ação direta, disponível no SUS desde 2015, que apresentam taxas de curas superiores a 90%. A doença acomete, principalmente, adultos acima de 40 anos. Em 2017, o governo federal contabilizou 24,4 mil casos registrados no Brasil.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...