ANO: 25 | Nº: 6358
27/07/2018 Segurança

Testemunhas de caso matricídio, em Pinheiro Machado, são ouvidas

Na manhã de quarta-feira, aconteceu, no Fórum de Pinheiro Machado, a oitiva de testemunhas do caso de matricídio ocorrido em Pinheiro Machado, em que dois adolescentes que estão apreendidos são acusados de terem matado uma faxineira de 37 anos. A vítima era mãe da menor de 12 anos e sogra do jovem de 16 anos, suspeitos pelo crime.

De acordo com o promotor de Justiça da comarca de Pinheiro Machado, Adoniram Lemos Almeida Filho, nesta fase, foram ouvidas quatro testemunhas, sendo três da acusação e uma da defesa. “A audiência estava marcada para ocorrer na quinta-feira, mas foi antecipada por um problema de logística no deslocamento da menina de 12 anos, que está apreendida no Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino (Casef), em Porto Alegre”, explicou.

Almeida Filho também destaca que já foram realizadas as avaliações psicológicas, no Casef e no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Pelotas. “Agora, tenho três dias para apresentar a manifestação final e a defesa tem também três dias. Já adianto que pedirei a responsabilização de ambos os adolescentes, filha e genro da vítima, no ato infracional de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver”, completa.

O promotor ainda ressalta que, como eles estão internados, todos os trâmites devem terminar antes do prazo de 45 dias, por se tratar de menores apreendidos. A sentença, acredita o promotor, será proferida na próxima semana.

Relembre

No sábado dia 30 de junho, dois adolescentes - a filha, de apenas 12 anos, e o genro da vítima, de 16 anos - foram apreendidos acusados pela morte e ocultação de cadáver da mulher.

O fato teria ocorrido no dia 27 de junho, quando a vítima foi atingida por marteladas e socos e, após ir a óbito, teve seu corpo enterrado no pátio da residência.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...