ANO: 26 | Nº: 6590
28/07/2018 Cidade

Secretaria de Saúde recebe reforço para frota do TFD

Foto: Felipe Valduga

Lúcia Helena e Mena destacam que, mesmo com despesa, serviço continuou sendo realizado normalmente
Lúcia Helena e Mena destacam que, mesmo com despesa, serviço continuou sendo realizado normalmente
Nos próximos dias, a Secretaria Municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência deve receber oito novos veículos que serão utilizados pelo serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Ao todo, a nova frota soma mais de R$ 1 milhão em investimentos. Na manhã de sexta-feira, o secretário da Saúde, Mário Mena, a coordenadora do TFD, Lúcia Helena Ianzer, o coordenador de Transporte da pasta, Vanderson Acosta Ferreira, e Michelon Garcia Apoitia, coordenador de Acolhimento, receberam a reportagem do Jornal MINUANO para falar sobre os novos investimentos.
Mena relembra que, quando assumiu a secretaria, no início de 2017, a frota do TFD contava com 10 automóveis. De lá para cá, os veículos antigos e sucateados foram substituídos por veículos novos, adquiridos com verba própria da prefeitura e recursos de emendas parlamentares. "Em seis meses, recebemos 14 novos veículos, sendo oito deles carros destinados às viagens, vans e ambulância", comenta.
Através de novos recursos, mais oito veículos Gol foram adquiridos, para garantir conforto aos pacientes em viagens de saúde. Esses automóveis já estão em Bagé e devem ser entregues na próxima semana. Além disso, a Secretaria também passa a contar com uma caminhonete Amarok, uma van, um micro-ônibus e uma ambulância de porte pequeno, totalizando investimento superior a R$ 1 milhão na frota destinada ao serviço.
Ferreira explica que os 10 veículos antigos, que atendiam o serviço antes da renovação da frota, foram destinados a operações administrativas e atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS), por falta de condição de continuar rodando nas estradas.
A renovação da frota garantiu segurança e menor gasto com manutenção. "No início de 2017, a manutenção mensal custava cerca de R$ 110 mil. Agora, com carros novos, conseguimos diminuir para uma média de R$ 47 mil", destaca Vanderson. "E a expectativa é chegar a R$ 20 mil", complementa o secretário. A médica coordenadora do serviço, Lúcia Helena Ianzer, destaca que o serviço está, há 15 meses, sem ocorrência de falha mecânica nos automóveis.
Atualmente, o serviço atende um número superior a 1,8 mil pacientes, realizando cerca de 150 viagens semanais. Os principais destinos dos pacientes são Porto Alegre, Rio Grande e Pelotas.

Déficit

Desde setembro de 2017, a Prefeitura de Bagé vem enfrentando dificuldades para garantir a continuidade do TFD. Isso porque o Estado emitiu uma minuta, ainda no ano passado, repassando a responsabilidade de manutenção desse serviço para o município. Até então, o pagamento dos tratamentos fora das cidades de origem dos pacientes era de responsabilidade tripartite: o governo federal repassava ao Estado parte do valor, que encaminhava o recurso para o município. A gestão municipal, então, complementava com cerca de R$ 200 mil mensais para cobrir as demais despesas.

Após a minuta, o Estado dificultou o repasse e, somente nos últimos sete meses, o déficit junto à Prefeitura de Bagé é superior a R$ 1 milhão. "É importante deixar claro que o serviço continuou sendo realizado normalmente, até melhor, com mais investimentos. Mas tudo com recursos próprios da secretaria", destaca Lúcia Helena.

Mena adianta que um levantamento da situação está sendo realizado, para definir novas estratégias. "O custo está alto e o município não está mais conseguindo suportar essa dívida", ressalta ele. Enquanto isso, a Prefeitura aguarda o julgamento de ação contra o Estado, sob a alegação de que a minuta do governo contraria as decisões do governo federal.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...