ANO: 25 | Nº: 6331
02/08/2018 Fogo cruzado

Edital define preço para termelétricas a carvão em leilão do governo

Foto: Arquivo JM

UTE Ouro Negro, que pode disputar certame, já dispõe de licenças ambientais
UTE Ouro Negro, que pode disputar certame, já dispõe de licenças ambientais
O edital do leilão para a contratação de geração de energia hidrelétrica, eólica e termelétrica, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na terça-feira, 31 de julho, define valores que podem ser determinantes para o único projeto de térmica a carvão previsto para a região. O certame de energia A-6 está marcado para o dia 31 de agosto.
O preço máximo fixado para a energia gerada por hidrelétricas é de R$ 290 por megawatt-hora (MWh). Para as usinas eólicas, o preço máximo é de R$ 227/MWh. Para as usinas térmicas, a exemplo da Usina Termelétrica (UTE) Ouro Negro, o valor é de R$ 308/MWh. Serão declarados vencedores aqueles que oferecerem o maior desconto em cima desse valor.
O edital do leilão prevê que o prazo de concessão para a geração de energia será de 30 anos para as usinas hidrelétricas, 20 anos para as usinas eólicas e de 25 anos para as usinas termelétricas a carvão. O prazo para o início do fornecimento está previsto para 1º de janeiro de 2024.
A UTE Ouro Negro, projetada para o município de Pedras Altas, para consumir insumo de Candiota, deve ser o único projeto de térmica a carvão da região no certame. O presidente da Ouro Negro Energia, responsável pelo investimento, Sílvio Marques Dias Neto, adianta que a empresa ainda não avaliou os valores. Marques destaca que uma posição oficial deve ser divulgada após reunião de esclarecimento do edital, que será realizada amanhã, pelo Ministério de Minas e Energia.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...